Para utilizar a tecnologia nas ações estratégicas de diversos setores do Governo do Estado, o governador Eduardo Pinho Moreira, anunciou, na noite de quarta-feira (7/3) durante a abertura do Fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), em Florianópolis, a criação de um laboratório público de Inovação em parceria com a Acate (Associação Catarinense de Tecnologia). O evento, que contou com a presença do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab e da presidente do Confap, Maria Zaíra Turchi, foi marcado por vários atos de fomento ao setor no Estado e do programa Sinapse da Inovação.

Em seu discurso Eduardo Pinho Moreira reforçou a importância da parceria público-privada no setor da tecnologia e anunciou que ainda este mês será formalizada a criação de um laboratório público de Inovação para o desenvolvimento de ideias e projetos que tornem mais eficientes a atuação do Estado em áreas e ações prioritárias. “A tecnologia é muito rápida e o poder público estadual também não pode esperar. Por isso nós vamos criar este ambiente que vai desenvolver e apontar mecanismos e ferramentas adequadas para avançarmos e prestarmos um serviço de melhor qualidade a toda a sociedade catarinense”, informou o governador.

Outro ato de estímulo ao setor de Tecnologia e Inovação no Estado foi firmado por meio de convênio entre o ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Universidade Federal de Santa Catarina e a Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (AMFRI). A parceria prevê o repasse, em parcelas, pelo ministério de R$ 4,4 milhões para o fortalecimento do ecossistema de Inovação e operacionalização do Centro de Inovação Regional de Itajaí.

Publicidade

Ao destacar as ações de incentivo na área da Tecnologia e Inovação, o ministro Gilberto Kassab reconheceu que Santa Catarina, mais uma vez, dá exemplo para o país. “Esse é um caminho que gera conhecimento, desenvolvimento humano e científico, que aponta soluções, sobretudo em períodos de crise, como o país atravessa. Santa Catarina, que já detém tantos indicadores sociais de referência, desponta também com ações e resultados importantes na área da Tecnologia”, declarou o ministro.

Sentados em frente a um painel escrito "Fórum Confap", quatro homens e uma mulher
Em abertura do Fórum do Confap, nesta quarta (7/3), governador anunciou criação de laboratório público de Tecnologia e Inovação – Foto: Julio Cavalheiro/Secom/Divulgação/CSC
Sinapse da Inovação

A abertura do fórum do Confap, em Florianópolis, destacou o programa Sinapse da Inovação. De iniciativa do Governo do Estado, promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Santa Catarina (Fapesc), com o apoio do Sebrae, CNPq e execução da Fundação CERTI, o programa apóia ideias inovadoras com potencial de se tornarem negócios de sucesso. Os participantes recebem recursos e capacitação técnica para estruturarem as empresas e aperfeiçoarem os produtos ou serviços inovadores.

Na sexta edição, o Sinapse da Inovação conta com investimentos da ordem de R$ 7,5 milhões. Deste total, R$ 6 milhões são de subvenção econômica – cada projeto contemplado recebe R$ 60 mil – e R$ 1,5 milhão para a inserção de bolsistas de nível de graduação e mestrado para apoiar os executores técnicos de cada um dos projetos contemplados no programa.

Para 2018, o Sinapse envolveu a análise de mais de 8,3 mil ideias inovadoras vindas de 90% dos municípios catarinenses. Os 100 projetos contemplados representam praticamente todas as regiões do estado, sendo que as cidades com maior número de empreendimentos selecionados foram Florianópolis, Joinville e Lages.

Entre os selecionados está a jovem de Herval do Oeste, Ghisana Fedrigo. Cursando a faculdade de Engenharia Mecânica a estudante pretende, em breve, colocar no mercado instrumentos para cirurgias minimamente invasivas. “O que temos hoje é tecnologia importada que encarece os procedimentos. A ideia é desenvolver instrumentais de tão boa qualidade e com preço mais acessível”, contou a jovem selecionada no Sinapse deste ano. “Saber que alguém está acreditando na ideia da gente já é um bom começo para alcançarmos um objetivo”, acrescentou.

Os projetos selecionados na sexta edição estão ligados às temáticas da Tecnologia da Informação e Comunicação, Eletrônica, Tecnologia Social, Gestão, Biotecnologia, Mecatrônica, Nanotecnologia, Química e Materiais e Design.

“Com mais uma edição que reúne 100 novas ideias, o Governo do Estado solidifica uma política pública de apoio às ideias inovadoras que vão retribuir a esse investimento gerando empregos, oportunidades e desenvolvimento em todas as regiões do nosso estado”, destacou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Carlos Chiodini.

Em Santa Catarina, o Sinapse da Inovação já gerou 385 empresas e mais de 1,5 mil empregos diretos, 151 patentes, além de exportações para 36 países. Mais de 5% do PIB catarinense vêm de empresas inovadoras que, juntas, têm faturamento superior a R$ 10 bi, segundo a Acate.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here