“Acreditamos no arquivamento definitivo”, diz Moisés sobre o impeachment

moisés falando; painel de logos do governo ao fundo
Moisés crê nos 4 votos para ser absolvido no julgamento final de impeachment, dentro de alguns meses - Ricardo Wolffenbüttel/Secom SC/Divulgação/CSC

Em entrevista coletiva restrita à apenas alguns veículos de imprensa convidados, o governador afastado, Carlos Moisés (PSL), afirmou na tarde desse sábado (24/10), que o resultado “não é uma derrota total”. Isso por que os votos dos quatro desembargadores a seu favor podem significar no futuro uma absolvição. Para ser definitivamente impichado, são necessários 7 votos a favor do impedimento. Ou seja, se os 4 desembargadores votarem da mesma forma – embasando a argumentação contra o pedido de impeachment por equiparação salarial – Moisés ainda pode ser absolvido.

+ Tribunal misto aprova afastamento de Carlos Moisés e Daniela Reinehr assume o governo

“Nós acreditamos no arquivamento definitivo. Com esse mesmo resultado do Tribunal Misto (6 a 4), não se opera o afastamento definitivo e a perda do cargo público. Acreditamos na manutenção desses votos pelo Poder Judiciário catarinense, que foi absolutamente independente”, afirmou Carlos Moisés.

Publicidade

O governador também informou que já conversou com a governadora interina, Daniela Reinehr, sobre a transição da gestão do Executivo Estadual. Os secretários de Estado e integrantes de primeiro escalão já realizam reuniões com ela a fim de garantir que os projetos e ações não sofram interrupção.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here