Objetivo é aproveitar os 5 mil m² da cobertura do Palácio Barriga Verde para instalar painéis fotovoltaicos - Foto: Guilherme Sella/Divulgação
Objetivo é aproveitar os 5 mil m² da cobertura do Palácio Barriga Verde para instalar painéis fotovoltaicos - Foto: Guilherme Sella/Divulgação

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) vai reaproveitar a água da chuva e captar energia solar para consumo de suas duas sedes, em Florianópolis.

As medidas foram anunciadas pelo presidente do parlamento estadual, deputado Julio Garcia (PSD), e contam com a aprovação da mesa responsável pelos trabalhos da Casa.

Segundo a Alesc, o investimento nos sistemas de uso da água da chuva e de energia solar, bem como a economia resultante, só será conhecido após a conclusão dos estudos para a implantação dos dois sistemas. Por enquanto a ideia é refazer o telhado do Palácio Barriga Verde para poder receber as instalações.

Publicidade

Ainda de acordo com a assessoria da assembleia, a última fatura mensal de água ficou em aproximadamente R$ 22 mil. Já com energia elétrica o gasto é, em média, de R$ 80 mil mensais.

“Com essas medidas, vamos atuar em duas vertentes. A primeira é a da economia. No momento em que estamos vivendo, é obrigação de todos os gestores públicos economizar. A segunda é a ecológica. Vamos reaproveitar água da chuva, sem usar a água tratada, e usar energia solar, que é muito mais adequada ao meio ambiente”, explica o presidente, que também afirma que os órgãos públicos tem que dar o exemplo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here