Antologia sobre a história da arte catarinense será lançada quinta (22)

    Livro organizado pelas professoras Sandra Makowiecky e Rosângela Cherem estará à venda na Fundação Cultural Badesc, a partir das 19h; entrada gratuita

    antologia historia da arte catarinense - meyer filho
    As inspirações no espaço do itajaiense Meyer Filho, como O Galo Cósmico com a Lua Branca, são abordadas na antologia - Reprodução/CSC

    A Fundação Cultural Badesc, em Florianópolis, promove na quinta-feira (22/8), a partir das 19h, o lançamento do livro Passado-presente em quadros: uma antologia da História da Arte em Santa Catarina.

    Organizado pelas professoras doutoras Sandra Makowiecky e Rosângela Cherem, a publicação, com apenas 300 exemplares, estará à venda no dia do lançamento no valor de R$ 50. Além de Sandra e Rosângela, também escreveram outras três historiadoras da arte, Ana Lúcia Beck, Luana Maribele Wedekin e Luciane Ruschel Garcez, atuantes em Florianópolis.

    A publicação de 231 páginas é composta por 32 capítulos, apresentando 30 artistas de Santa Catarina. Segundo as organizadoras, a ideia central da pesquisa foi de selecionar obras de importância da história da arte no estado, unindo passado com presente, evitando um mero estudo biográfico, mas privilegiando as conexões que ligam artistas, espectadores, colecionadores e instituições no meio artístico.

    Publicidade

    “Destacamos o contexto em que as obras foram produzidas, expostas, criticadas, comparadas e colecionadas e assim, estimular a compreensão da arte como fenômeno social, cultural e artístico, e não apenas como produto de uma personalidade ou temperamento”, explica Sandra.

    A organizadora explica ainda que o critério que motivou a seleção dos 30 trabalhos em suportes biplanares – ou seja, em suportes essencialmente planos, como pintura, gravura e outros métodos de impressão – a maioria presentes em acervos públicos, foi o equilíbrio entre a qualidade artística das obras e sua representatividade histórica.

    “Não se trata, portanto, de um manual, ou história da arte no sentido convencional, pois, ao lado de pinturas de referência, certamente aparecerão outras raramente lembradas”, destaca.

    A arrecadação com as vendas será destinada para projetos culturais e alguns exemplares serão doados para bibliotecas. A entrada para acompanhar o evento é gratuita.

    Publicidade