Após 13 anos de proibição, governo liquida órgão que fiscalizava bingos em SC

    Estatal fiscalizava as loterias estaduais e foi extinta em 2017

    Com um prejuízo acumulado superior a R$ 200 milhões, a Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc) teve seu processo de liquidação encerrado pelo governo do estado nesta sexta-feira (30/10), depois de três anos de tramitação. O trabalho é conduzido pela SCPar e pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF).

    O liquidante, Rodrigo Mocelin, comemora o resultado do trabalho e aponta que a empresa vinha acumulando déficit desde 2007, quando houve a proibição dos bingos. A Codesc era o órgão responsável pela regulação e fiscalização das atividades. Somente com a folha de pagamento e, posteriormente, com o Plano de Demissão Voluntária e Incentivada (PDVI), o desembolso mensal do estado chegava a R$ 1 milhão mensais.

    Para o secretário Executivo de Parcerias Público-Privadas (PPPs) da SCPar, Ramiro Zinder, “a extinção de estatais que perderam sua função ao longo dos anos representa economia para o Estado e para o catarinense pagador de impostos”. O secretário da Fazenda, Paulo Eli, complementa que a medida está alinhada com a postura austera do Governo com os gastos públicos, com planejamento, transparência e responsabilidade.

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here