Após um ano de impasse, reitor eleito do IFSC é nomeado pelo MEC

    Foi publicada no diário oficial da união da última terça-feira (10/8) a nomeação de Maurício Gariba Júnior para ocupar o cargo de reitor do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), com mandato de quatro anos. Esse é o penúltimo passo para que ele possa assumir o cargo, faltando apenas o ato de posse, cuja data ainda não foi definida pelo Ministério da Educação (MEC). Enquanto isso, a instituição segue sob a gestão do reitor pro tempore André Dala Possa, segundo colocado na eleição, no cargo desde maio de 2020.

    Gariba é professor do IFSC desde 1989, no Departamento Acadêmico de Eletrônica do campus Florianópolis, e foi eleito pela comunidade interna em dezembro de 2019. A posse deveria ter ocorrido em abril de 2020, mas o MEC decidiu nomear um reitor temporário alegando ter encontrado restrições, resguardadas por sigilo, na análise documental do processo de consulta para a escolha. Em junho de 2021, a Corregedoria-Geral da União (CGU) arquivou, por falta de provas, um processo administrativo disciplinar contra o reitor eleito e dois integrantes de sua equipe indicada para cargos de pró-reitor e diretor-executivo, o que abriu caminho para a nomeação.

    “Recebemos com muita satisfação essa notícia sobre a nomeação. Foram 477 dias de espera. Mais do que nossa nomeação, é o respeito ao processo democrático do IFSC”, afirma Gariba. Ele e sua equipe de indicados aos cargos de pró-reitores têm se reunido periodicamente para debater temas relativos ao IFSC e definir a equipe de diretores, chefes de departamento e coordenadores que vão compor a gestão da reitoria pelos próximos quatro anos. Em julho foi criada uma comissão de transição entre as gestões pro tempore e eleita, com compartilhamento de documentos e realização de reuniões.

    Uma tela mostra a apuração do segundo turno para o cargo de reitor do ifsc, em que andré aparece com 26,08% e Gariba com 36,29%
    Gariba foi eleito para o cargo de reitor em 2019, devendo ocupar o cargo em abril de 2020, mas o MEC decidiu nomear André Dala Possa. IFSC/Divulgação/CSC
    Publicidade