Câmara aprova nova suspensão da Zona Azul de São José, sem data

A Zona Azul de São José voltará a ser suspensa. O sistema de estacionamento foi suspenso durante essa pandemia, mas pelo contrato a pausa só podia durar 40 dias, que se encerrou em 18 de maio. O reinício da suspensão não tem data definida.

O retorno do sistema de cobrança pelas vagas públicas no Kobrasol e Campinas gerou grandes reclamações da comunidade e tornou uma pauta de grande atenção da câmara de vereadores. Nessa quarta-feira (27/5), a Câmara de São José votou uma mudança de contrato, para permitir juridicamente que a prefeitura pudesse suspender novamente a cobrança.

Ainda na sessão, os vereadores mostraram preocupação com os funcionários da empresa Gerestar, que opera o sistema, lembrando de portarias do governo federal acerca de auxílio aos trabalhadores e à concessionária. A presidência também colocou o legislativo à disposição para auxiliar em medidas que possam diminuir o impacto na vida desses funcionários.

Publicidade

Tão logo foi aprovado, por unanimidade, o projeto de lei foi entregue por Michel Schlemper e Orvino Coelho de Ávila à prefeita, Adeliana Dal Pont, que o sancionou ainda na mesma noite. Antes da sessão legislativa, os vereadores Nardi Arruda e Edílson Vieira também assinaram o projeto de lei complementar.

A suspensão, quando efetivada, será pelo tempo que durar a pandemia de coronavírus.

adeliana na ponta de uma mesa mostra sorridente um papel, ladeada pelos vereadores; todos usam máscara; há um painel ao fundo com logos da prefeitura
Prefeita Adeliana Dal Pont recebeu dos vereadores Michel Schlemper e Orvino Coelho de Ávila nessa quarta (27) a lei que permite nova suspensão da Zona Azul de São José – Divulgação/CSC

Segundo a prefeita Adeliana Dal Pont, “a suspensão da Zona Azul vem para atender uma solicitação da comunidade, já que não há transporte coletivo e as pessoas precisam usar o carro para trabalhar. Para não onerar ainda mais o trabalhador, o contrato ficará suspenso enquanto estivermos dentro da pandemia”.

Data não está definida

O dia da suspensão ainda é incerto, porque a empresa Gerestar, responsável pelo sistema, foi chamada para assinar o termo aditivo criado pela lei, mas não tem prazo obrigatório para responder. A Prefeitura de São José espera que na segunda-feira (1 de junho) a zona azul do município já esteja suspensa.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here