Câmara de São José inicia sessões virtuais com sistema do Senado

Começando nesta terça (31), experiência será um projeto-piloto para todo o país

A Câmara de vereadores de São José vai fazer sua primeira sessão virtual nesta terça-feira (31/3), às 16h. O legislativo josefense vai utilizar o sistema implementado no Senado, o Sistema de Votação Remota (SDR).

Será a primeira câmara de vereadores no Brasil a utilizar a tecnologia do Senado. A transferência de tecnologia foi possível graças à proximidade do vereador Michel Schlemper (MDB), presidente da CMSJ, com o senador catarinense Dário Berger (MDB).

A Câmara de São José será uma espécie de projeto-piloto para outras câmaras no país. Segundo Berger, o objetivo é possibilitar que, após os ajustes em São José, a ferramenta seja disponibilizada para todas as casas legislativas do Brasil, permitindo que as matérias de caráter urgente, durante a pandemia de coronavírus, sejam votadas com celeridade.

Publicidade

“Hoje a câmara vai realizar a primeira sessão remota, através de videoconferência, ajustada entre os técnicos para a realidade da câmara. A partir disso, enquanto durar essas medidas de quarentena, a mesa diretora decidiu que manterá os trabalhos do legislativo através da sessão remota, podendo assim dar continuidade”, diz o presidente da câmara de SJ.

A discussão em pauta nesta terça na CMSJ será para deliberar justamente sobre o funcionamento da votação remota na casa.

Publicidade