Cinco regiões de SC estão em nível gravíssimo de coronavírus, 11 em nível grave

    mapa de sc com escala de cores de acordo com a classificação para cada região
    Matriz de risco aponta que cinco regiões de Santa Catarina estão nível máximo para infecção por coronavírus - Gov SC/Divulgação/CSC

    O governo estadual reduziu a classificação de risco para coronavírus de cinco regiões de saúde e reclassificou uma para o nível máximo. Agora, são cinco regiões em risco potencial gravíssimo para Covid-19, enquanto que 11 são classificadas como nível grave, dentre elas a Grande Florianópolis.

    Nordeste, Alto Vale do Itajaí, Meio Oeste, Carbonífera e Extremo Sul são classificadas como risco gravíssimo. O Extremo Sul é região que subiu de gravidade.

    Alto Vale do Rio do Peixe, Foz do Rio Itajaí, Oeste, Extremo Oeste, Serra Catarinense, Xanxerê, Alto Uruguai Catarinense, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí e Planalto Norte são as regiões classificadas na matriz de risco como nível grave.

    Publicidade

    Na terça-feira (25/8) a justiça catarinense reconheceu em ação do Ministério Público que o governo estadual deve determinar quais ações específicas devem ser tomadas nas regiões em nível gravíssimo. A reivindicação do MP é que o poder executivo precisa tomar a responsabilidade de determinar como conduzir o combate à pandemia.

    De acordo com o último boletim do governo estadual há 135.690 pacientes com teste positivo para Covid-19. Desses, 125.392 são considerados recuperados e 8.182 continuam em acompanhamento.

    Publicidade