Déficit habitacional é de 200 mil moradias em SC, diz líder de governo

    MP que institui programa SC Mais Moradia avança na Alesc

    Por unanimidade de votos, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) apresentou, na manhã desta terça-feira (5/4), parecer pela admissibilidade à Medida Provisória (MP) 252/2022, que institui o programa SC Mais Moradia. Editada em 16 de março pelo governo do Estado, a MP é voltada à construção de moradias para pessoas que vivem em situação de pobreza ou extrema pobreza.

    construção de casas populares em Santa Catarina será retomada com novo programa habitacional
    Programa habitacional vai transferir até R$ 70 mil para construção de cada unidade pelas prefeituras, que deverão ceder terreno e escolher as famílias
    Foto: Mastrangelo Reino/A2IMG/Wikimedia Commons

    Em seu relatório, favorável à matéria, o deputado José Milton Scheffer (PP), destacou que o objetivo da medida é reduzir o déficit habitacional no estado, estimado pelo governo em 200 mil unidades. Além da construção de casas para as famílias carentes que não contam com imóvel próprio, o programa prevê a substituição das estruturas destruídas ou interditadas em função de desastres naturais ou construídas em áreas de risco.

    Conforme disse, serão beneficiadas famílias inscritas no CadÚnico. O Estado pretende investir R$ 70 milhões 61 cidades catarinenses com IDH até 0,699.

    Publicidade