Definidos os 10 membros do tribunal de impeachment do caso dos respiradores

composição de 10 fotos com os integrantes do tribunal
Dez nomes foram definidos nesta segunda e terça-feira no TJ e Alesc - Divulgação/CSC

O novo tribunal de impeachment de Carlos Moisés, que votará o processo do caso da compra irregular de 200 respiradores para tratamento de Covid, está definido.

Na segunda-feira (26/10) os cinco desembargadores foram definidos por sorteio: Luiz Zanelato, Sônia Maria Schmitz, Rosane Portella Wolff, Luiz Antônio Zanini Fornerolli e Roberto Lucas Pacheco. Os desembargadores Cid José Goulart Júnior, Carlos Adilson Silva, José Maurício Lisboa, Altamiro de Oliveira e Sebastião César Evangelista tiveram seus nomes selecionados, mas declararam suspeição de natureza íntima e novos sorteios foram realizados.

Nessa terça-feira (27) a Alesc também definiu, por votação, seus cinco membros, os deputados Valdir Cobalchini (MDB), Fabiano da Luz (PT), José Milton Schaffer (PP), Marcos Vieira (PSDB) e Laércio Schuster (PSB), o único nome repetido ao primeiro tribunal.

Publicidade

A previsão é de que a reunião de instalação do tribunal misto de impeachment seja realizada na próxima sexta-feira (30), com definição do relator por sorteio. Nesse segundo processo está arrolado apenas Carlos Moisés. A governadora interina, Daniela Reinehr, já foi excluída de responsabilidade da compra com a Veigamed, por R$ 33 milhões por 200 respiradores, dos quais apenas 50 modelos não previstos foram entregues e apenas R$ 13 milhões foram recuperados. O caso segue em trâmite pelo Superior Tribunal de Justiça.

O trâmite deste novo pedido de impeachment é semelhante ao do pedido anterior, que na sexta-feira (23/10) definiu pelo afastamento de Moisés do cargo por 180 dias para responder ao processo.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here