Em audiência na Alesc, participantes defendem manutenção das atividades do USJ

Audiência pública na Alesc discutiu na noite desta segunda (18) o fechamento do USJ
Audiência pública na Alesc discutiu na noite desta segunda (18) possível fechamento da instituição mantida pela Prefeitura de São José - Solon Soares/Agência AL

O possível fechamento do Centro Universitário Municipal de São José (USJ) foi tema de audiência pública da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na noite desta segunda-feira (18). Durante o encontro, proposto pela deputada Luciane Carminatti (PT), alunos, professores e autoridades defenderam a manutenção das atividades da instituição de ensino superior mantida pela Prefeitura de São José.

O fim do USJ foi anunciado em agosto, com base em recomendações do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Entre os argumentos estão falta de acessibilidade nas instalações do centro universitário, necessidade de criação de mais cursos de graduação e de mais investimentos, por parte do município, em ensino infantil e fundamental, entre outros. Prefeitura de São José e MPSC não participaram da audiência desta segunda.

Conforme o professor Isair Sell, da comissão de defesa da USJ, a instituição oferece gratuitamente quatro cursos de graduação para 927 alunos a um custo mensal de R$ 450 mil, o que representa 0,7% da receita de São José. Ele afirmou que os espaços físicos do centro estão adequados, sem a necessidade de grandes investimentos, e defendeu que o USJ seja reclassificado como faculdade, o que dispensaria a necessidade da criação de mais cursos de graduação. “A mudança de categoria não afetará o ensino público de qualidade que é oferecido pelo USJ”, afirmou.

Publicidade

A defensora pública do Estado Bruna Guzzati ressaltou o papel social da instituição, que reserva 70% de suas vagas para egressos de escola pública e que tem em seu corpo discente 43% dos integrantes com renda familiar de até três salários mínimos. “É uma ferramenta de inclusão social, oportunidade para a população mais vulnerável”.

A deputada Luciane Carminatti (PT), presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Alesc, afirmou que a ata da audiência pública será encaminhada para todas as autoridades envolvidas com o assunto, incluindo os deputados estaduais. “Ficou clara nessa audiência a necessidade da manutenção do USJ”, considerou.

Com informações da Agência Alesc

Publicidade