Escolas da rede estadual trabalham para concluir planos de contingência e iniciar o Apoio Pedagógico Presencial

    Em Santa Catarina, as escolas da rede estadual de ensino que estão localizadas em amarelo (risco alto), na matriz de risco para Covid-19, já estão se mobilizando para iniciar o apoio pedagógico presencial. A data proposta pela Secretaria de Estado para a rede pública estadual que já estiverem adequadas a todos os requisitos, é segunda-feira (19/10)

    Há regiões que seguem com as capacitações para criar os planos de contingência, tanto municipais quanto escolares, de forma que essas unidades de ensino devem concluir o documento nos próximos dias. Algumas unidades informaram que precisam de mais alguns dias para finalizar todas as adequações, pois além de estarem preparando o apoio presencial, estão oferecendo aulas remotas aos alunos.

    O edital para contratação de professores admitidos em caráter temporário para o apoio pedagógico presencial foi publicado nesta semana, de forma que as coordenadorias regionais iniciaram os processos seletivos para contratação dos docentes. Os professores da rede estadual seguem acompanhando os alunos nas atividades remotas, que continuam sendo obrigatórias para todos os estudantes da rede estadual, mas os efetivos fora do grupo de risco podem solicitar aumento da carga horária se quiserem lecionar também no apoio presencial.

    Publicidade

    Após a escola ter o plano de contingência aprovado no comitê municipal, deve entrar em contato com os alunos que serão chamados para participar do apoio pedagógico presencial, informando as orientações e a data de início. A unidade de ensino também irá comunicar a comunidade escolar sobre o calendário de atividades pedagógicas presenciais.

    Regiões em risco grave seguem sem mobilização na rede estadual

    Conforme a portaria nº 778 da SES e SED, apenas as escolas localizadas nas regiões em azul (risco moderado) e amarelo (risco alto) podem retomar as atividades presenciais. As escolas da rede estadual localizadas nas regiões em laranja (risco grave) seguem trabalhando na elaboração do plano de contingência, sem a presença de professores e alunos.

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here