Estudantes de São José participam de simulado de eleições

Conscientizar alunos e alunas sobre a importância do processo eleitoral no Brasil, por meio da experiência de uma eleição completa com candidatos e partidos políticos fictícios, campanha eleitoral e votação na urna eletrônica. Esse foi o objetivo das Primeiras Eleições Simuladas da Escola de Educação Básica Professora Maria do Carmo Lopes, do município de São José.

TRE-SC auxilia em eleições simuladas com estudantes de São José
Alunos da EEB Prof. Maria do Carmo Lopes tiveram a primeira experiência de votação – TRE-SC/Divulgação/CSC

O evento, que aconteceu em 11 e 12 de abril, foi uma iniciativa do professor João Fernando de Souza e da direção da escola, e contou com a participação de mais de 750 alunos (do 1º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio), além da equipe da 84ª Zona Eleitoral, em São José.

De acordo com a chefe de cartório, Evelise Vaz Fernandes Bottini, o evento consistiu em aula prática de cidadania e de logística eleitoral na qual os alunos puderam ver e participar do processo como um todo, observando a importância de cada componente do pleito desde a função dos partidos, candidatos, observância de regras, bem como o dia da eleição e a votação em si. “A Justiça Eleitoral é a materialização da democracia. Estar perto dos jovens e possibilitar que eles tenham acesso ao processo auxilia a consciência de cidadania e o conhecimento da verdadeira função da Justiça Eleitoral”, afirmou Evelise.

Publicidade

O estudante Alan Martins da Silva, de 17 anos, participou da ação e conta como foi a experiência. “Foi a primeira vez que eu votei na vida e foi marcante, justamente pelo fato da urna ser em braile”, disse ele que é deficiente visual.

+ SC passa de 15 mil para 73 mil jovens aptos a votar

Segundo o TRE, há uma preocupação constante com a inclusão de todo eleitorado brasileiro no trabalho da Justiça Eleitoral. Nas Eleições de 2022 as urnas eletrônicas trarão novos recursos de acessibilidade: a sintetização de voz e melhorias na qualidade de áudio, recurso voltado para eleitores com deficiência visual; e a inclusão da apresentação de um intérprete de Libras na tela da urna, recurso voltado para pessoas com deficiência auditiva.

Publicidade