Fernando Comin será o novo chefe do Ministério Público de SC

    Anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (12/3), após a entrega da lista tríplice ao cargo de Procurador-Geral de Justiça para o Governador Carlos Moisés

    comin e moisés abraçados sorriem e fazem sinal de positivo para a câmera
    O governador Carlos Moisés escolheu nesta terça-feira, 12, o promotor de carreira Fernando da Silva Comin (à esq.) para ser procurador-geral de Justiça de Santa Catarina em um mandato de dois anos, com início no próximo dia 5 de abril - Foto: Maurício Vieira/Secom/Divulgação

    O atual procurador-geral de Justiça, Sandro José Neis, entregou nesta terça (12/3) ao governador, Carlos Moisés, o ofício com o resultado da eleição para a chefia do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

    O procurador Fernando da Silva Comin foi o candidato mais votado, com 329 votos. Comin concorreu com o também promotor de Justiça Andrey Cunha Amorim, que recebeu 170 votos.

    O governador do Estado teria prazo de 15 dias para nomear o novo procurador-geral, mas optou por já bater o martelo, nomeando o candidato mais votado logo após o recebimento do ofício.

    Fernando da Silva Comin
    Publicidade

    Fernando da Silva Comin tem 44 anos e ingressou no Ministério Público de Santa Catarina em 2001. Atualmente, ele trabalha na 8ª Promotoria de Justiça da Comarca de Balneário Camboriú, com atuação junto ao Tribunal do Júri.

    “Minha primeira palavra é de agradecimento ao governador Moisés por ter prestigiado a vontade da minha classe, nomeando o candidato mais votado. Isso é muito importante para o MP. Estaremos ao lado do Governo, buscando parcerias e uma atitude colaborativa, de união de esforços em prol da nossa sociedade. O MPSC é um órgão que tem muito a contribuir com diversas pautas de grande feição e caráter social”, salientou Comin em encontro no centro administrativo do governo ainda nesta terça.

    Segundo ele, seus objetivos à frente do MP serão intensificar o combate ao crime organizado, buscar o fortalecimento do combate à corrupção, com o incentivo às boas práticas na esfera pública, e a aproximação com o governo buscando ações de inovação.

    A solenidade de posse de Fernando da Silva Comin no cargo de procurador-geral de Justiça será realizada em 5 de abril para um mandato de dois anos.

    Publicidade