Com início das operações nesta segunda-feira 8/11), Santa Catarina se torna o primeiro estado do Brasil a emitir documento de identidade com numeração única para RG e CPF. Na prática, nacionalmente o RG será aos poucos suprimido e passará a ter o mesmo número do CPF.

Quem já tiver o RG, o número continua valendo, mas quem for emitir a primeira via já não vai contar com um número separado do RG.

No Brasil, cada unidade da federação pode emitir o número de sua identidade. Isso significa que uma pessoa pode ter 27 números diferentes de RG. Com a unificação do RG com o número do CPF, especialistas acreditam que fica mais fácil evitar fraudes, uma vez que a tecnologia une a biometria, que é única, com um número de identificação nacional, que no caso seria o CPF.

Publicidade

O perito do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP), Giovani Eduardo Adriano, acredita que o documento unificado será mais confiável.

“É um documento mais confiável, um documento menos suscetível a fraudes. Só no vazamento de informações nos últimos meses da Receita Federal com o banco de dados do IGP aqui de Santa Catarina, nós conseguimos derrubar mais de 160 mil CPFs que poderiam ser duplicados ou ser utilizados para fraudes”.

A unificação, pioneira no Brasil, começou a ganhar forma a partir de 2019, quando um convênio permitiu acesso do IGP ao banco de dados da Receita Federal e a Receita acesso ao banco de dados do estado de Santa Catarina.

A solenidade de início ocorrerá às 15h na Secretaria de Estado da Segurança Pública, na Av. Gov. Ivo Silveira, região continental de Florianópolis. Nas últimas semanas o IGP esteve adequando o sistema de agendamento para emissão dos novos documentos. No lançamento mais detalhes serão divulgados.

Publicidade