Governador anuncia reativação de 205 leitos de UTI para tratamento de Covid-19 em SC

    Retornando ao comando do governo estadual, Carlos Moisés anunciou que vai destinar R$ 44 milhões até o final do ano para reativar 205 leitos de UTI Covid, que estavam inoperantes em Santa Catarina. O governador também anunciou a prorrogação da Política Hospitalar Catarinense (PHC) em teto máximo por mais 10 meses.

    “O Estado vai prorrogar a Política Hospitalar Catarinense, garantindo o recurso para o pagamento das despesas com a ativação desses leitos de UTI. Vamos reunir esforços para assegurar o que conseguimos até aqui: que nenhum paciente fique sem atendimento. O momento é de nos unirmos novamente para enfrentarmos o atual e grave momento da pandemia no estado”, frisou o governador.

    moisés conversa com pessoas em transmissão em notebook sobre mesa onde também há papeis com caneta por cima
    Moisés retomou comando de SC para tentar conter a crise de saúde, agravada em período que esteve afastado por processo de impeachment – Mauricio Vieira/Secom SC/Divulgação/CSC

    No período em que esteve afastado por conta de processo de impeachment, o governador não pode frear o avanço da pandemia em Santa Catarina. Ele retoma das mãos de Daniela Reinehr o estado com 13 das 16 regiões em estado gravíssimo de risco e ocupação dos leitos de UTI superior a 80%. A reativação deve ajudar a reduzir essa pressão sobre a rede hospitalar, porém ainda há leitos de UTI não habilitados no estado, que precisam de apoio federal.

    Publicidade

    Segundo o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, os leitos haviam sido ativados no início da pandemia e foram desligados de acordo com a diminuição no número de casos. Agora, porém, o estado enfrenta há pelo menos dois meses uma alta constante na pandemia.

    Reunião com prefeitos

    Depois da reunião com representantes dos hospitais, o governador Carlos Moisés se reuniu, via webconferência, com o presidente da Fecam, Paulo Weiss, prefeitos e secretários de saúde. A eles, o governador Carlos Moisés apresentou as medidas adotadas na área da Saúde e reforçou a importância do trabalho alinhado com os municípios para conter os índices de contaminação em todas as regiões.

    O governador reforçou que as ações de controle social serão definidas em conjunto entre Estado e municípios, com a participação de demais órgãos e poderes. Neste primeiro momento, estão sendo debatidos o reforço na fiscalização e medidas de prevenção no transporte coletivo urbano.

    Uma nova reunião ficou marcada para a próxima segunda-feira, dia 30 de novembro, para definição consensual sobre os temas.

    Publicidade