Governador Moisés emite nota afirmando que confia no discernimento dos desembargadores

Com a aprovação da Alesc para continuidade do processo de impeachment do governador catarinense Carlos Moisés nessa quinta (17/9), agora forma-se uma comissão de cinco deputados e cinco desembargadores do TJSC, mais o presidente do tribunal, para julgar o suposto crime de responsabilidade.

Em nota após a votação, Moisés lamentou o fato e afirma que confia no discernimento dos desembargadores e deputados que irão analisar o caso.

Confira na íntegra:

Publicidade

“Crença na Justiça
O governador Carlos Moisés lamenta a decisão da Assembleia Legislativa de dar prosseguimento ao processo de impeachment nesta quinta-feira, 17. A pressa com a qual o presidente do Parlamento estadual levou o tema a plenário revela tão somente os interesses políticos daqueles que buscam o poder para fins pessoais e não respeitam o voto dos catarinenses, atentando contra a democracia.

O chefe do Executivo estadual permanece confiante na Justiça e no discernimento dos desembargadores e deputados que irão apreciar a questão a partir da formação do Tribunal Misto. A ação se baseia em um frágil argumento que não tem justa causa legal e tampouco apresenta qualquer irregularidade praticada pelo governador, conforme já aferiram o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas do Estado.

Apesar dos ataques e das tentativas de desestabilização, o governador se mantém firme na missão de gerir o Executivo estadual para o bem dos catarinenses. Orgulha-se de uma administração que já economizou mais de R$ 360 milhões para os cofres públicos com revisão de contratos, inovação e desburocratização de processos. Os investimentos, o desenvolvimento econômico, a saúde e o bem-estar da população seguem como prioridade.”

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here