Governo de SC decreta novas medidas restritivas em sete regiões em situação gravíssima

0

O governador Carlos Moisés decretou novas medidas restritivas para promover o isolamento social em sete regiões de Santa Catarina que estão classificadas em situação gravíssima, de acordo com a matriz de risco regionalizada, por conta da pandemia de coronavírus.

O transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal de passageiros estará suspenso por 14 dias a partir da próxima segunda-feira (20/9). A concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças e praias, serão suspensas a partir deste sábado (18).

O decreto abrange 111 dos 295 municípios catarinenses. As regiões de Saúde que estão em situação gravíssima são: Carbonífera, Região de Laguna, Grande Florianópolis, Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí, Nordeste e Região de Xanxerê.

Publicidade

No mesmo decreto também é alterada para 7 de setembro a suspensão de aulas presenciais nas unidades das redes pública de ensino em todo o estado, seja a unidade municipal, estadual e federal, além da rede privada, relacionadas à educação infantil, ensino fundamental, nível médio, educação de jovens e adultos e ensino técnico em Santa Catarina.

Avaliação do governador

“Como havíamos falado desde o início dos trabalhos de enfrentamento desta pandemia, a primeira quinzena de julho seria uma das mais difíceis de enfrentarmos. Isso de fato está acontecendo. Trabalhamos sempre para ampliar os leitos de UTI, o que fizemos em mais de 70%. Também contratamos profissionais de saúde e ampliamos os exames no Laboratório Central do Estado. Todo o esforço do governo em proteger o cidadão tem que ser aliado ao esforço da população e das regiões de saúde em Santa Catarina”, afirmou o governador.

moisés aponta para um mapa de sc com escalas de cores por região de acordo com classificação de risco
Decreto abrange 111 municípios catarinenses, em situação mais crítica pela pandemia de coronavírus – Mauricio Vieira/Secom SC/Divulgação/CSC

“Nas últimas semanas, o Governo do Estado tem discutido com os municípios o compartilhamento de informações diante da gravidade do quadro. Percebe-se, neste momento, a necessidade de uma intervenção compartilhada com os municípios para reduzir a velocidade de transmissão da doença. Esse é um momento de união de todos para que possamos fazer o enfrentamento e superar esse momento bastante delicado da nossa história”, afirma o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro.

Ele reforça a necessidade de que as pessoas evitem sair de casa, usem máscara, evitem aglomerações sociais e respeitem as regras sanitárias de distanciamento social para reduzir a velocidade de transmissão da doença.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here