Cinco das nove prefeituras que integrarão o novo modelo enviaram representantes para reunião com o governador, nesta segunda (27/5) - Foto: Mauren Rigo/Casa Civil/Divulgação

Em reunião ontem na Casa D´Agronômica, representantes de cinco das nove prefeituras que integrarão o novo transporte coletivo metropolitano da Grande Florianópolis ouviram do governador Moisés um pedido para que acelerem o trâmite legislativo.

Pelo novo projeto, cabe aos municípios enviarem às câmaras projetos específicos para que transfiram a concessão das linhas intermunicipais para o governo do estado. De acordo com o governo, os municípios que compareceram concordaram em enviar o mais breve possível, isto é, nessa semana.

“Todos temos interesse que o projeto de integração dos ônibus evolua. O Estado já sinalizou que quer a melhoria do serviço colocando a Suderf à disposição. Agora, precisamos que o projeto caminhe mais rápido nos municípios para darmos uma resposta adequada aos usuários de ônibus”, afirmou o governador, Carlos Moisés. A fala foi reforçada por Douglas Borba, secretário da Casa Civil: “É importante que todas as prefeituras enviem os projetos para aprovação no legislativo municipal nesta semana”, reforçou.

Publicidade

O superintendente em exercício da Suderf, Matheus Hoffmann, explicou que independentemente do tempo necessário para aprovação do projeto de lei, a Superintendência segue com os trabalhos de detalhamento da operação e das linhas em parceria com o Observatório de Mobilidade da UFSC e com a agência alemã GIZ. A Suderf ainda elabora o termo de referência do processo licitatório.

Rede integrada de transporte coletivo

A integração das linhas municipais da região continental da Grande Florianópolis com as intermunicipais deve trazer uma série de benefícios aos usuários, incluindo a possibilidade de deslocamentos diretos na região continental sem necessidade de entrar em Florianópolis. “Com a rede integrada, os usuários contarão com tarifa justa, transporte de qualidade e menor tempo de trajeto”, afirmou Borba na reunião.

Todas as prefeituras também poderão trabalhar em conjunto no planejamento do sistema de transporte, gestão, operação e fiscalização do serviço. O projeto da rede integrada foi elaborado pela Suderf em parceria com o Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC e técnicos das prefeituras envolvidas.

Na reunião estiveram presentes os prefeitos de Biguaçu, Ramon Wollinger; de Águas Mornas, Pedro Paulo Medeiros (prefeito interino); de Florianópolis, Gean Loureiro; de São Pedro de Alcântara, Ernei José Stahelin; e o procurador-geral do município de São José, Rodrigo Machado, além da consultora jurídica da Casa Civil, Giglione Zanela Maia, e arquiteta da Suderf, Luana Schmitt Montero. 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here