Há 230 casos ativos de coronavírus confirmados em São José e Florianópolis

    O núcleo da região metropolitana formado por Florianópolis e São José tem apenas 230 casos ativos de coronavírus. Os dados são divulgados pelas prefeituras nos painéis públicos de acompanhamento da pandemia.

    Na capital, há 169 casos ativos sendo monitorados, enquanto que em São José há 61 pessoas. As atualizações foram nessa sexta (18) e quarta-feira (16/9), respectivamente. Os números representam uma taxa de recuperados da infecção pelo coronavírus de 97,3% na capital e de 98% na vizinha SJ.

    Até o início da semana a prefeitura de Florianópolis tinha confirmado no painel mais de 2,6 mil casos ativos de coronavírus. De acordo com a prefeitura houve uma atualização durante a semana porque os dados são conferidos e inseridos manualmente, o que gerou um erro na divulgação. Com a atualização, o número caiu.

    Publicidade

    Apesar da baixa quantidade de casos ativos identificados, na capital a secretaria de Saúde também faz uma estimativa de que há muito mais casos ativos na realidade. Segundo o painel há 1.523 casos ativos estimados no momento e cerca de 15,5 mil pessoas já recuperadas da Covid-19.

    Confirmações

    Em Florianópolis são 12.027 casos ao total, com 11.703 recuperados, 130 mortes pela Covid-19 e os 169 casos ativos. Em São José são 7.414 casos ao total, 7.268 recuperados, 85 mortes pela Covid-19 e os 61 casos ativos; 86 testes aguardam resultado.

    Na capital a prefeitura divulga o índice de transmissão do vírus estimado para as últimas semanas (Rt). Segundo os dados do Covidômetro, esse Rt em Florianópolis se manteve numa média em torno de 1,0 nos últimos 14 dias. O dado é positivo, uma vez que de 1,0 para baixo, significa que em média uma pessoa não transmite o vírus para mais do que outra pessoa na cidade, e assim a pandemia vai desacelerando.

    Em Florianópolis a prefeitura calcula a ocupação dos leitos de UTI em 62%. Já em São José o dado é divulgado para toda a região (233 na Grande Florianópolis), resultando em ocupação de 46% dos leitos. Ambas as prefeituras consideram que o estágio de risco da pandemia em cada cidade é nível alto de risco e mantém os decretos de regras contra o coronavírus alinhados.

    Por Lucas Cervenka – reportagem@correiosc.com.br

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here