Ideb de São José é destaque entre as maiores cidades catarinenses

A divulgação dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019 pelo Ministério da Educação (MEC) ressaltou o trabalho contínuo dos profissionais da Educação para melhorar o ensino e aprendizagem da rede municipal de São José. Pela segunda vez consecutiva, o ensino público municipal se destacou nos anos iniciais e finais em Santa Catarina.

Os resultados do Ensino Fundamental mostram que São José apresentou o terceiro melhor rendimento entre as 10 maiores cidades de Santa Catarina. Comparado com as demais capitais brasileiras, o ensino público municipal, com média 7,0 e 5,8 (anos iniciais e finais) teve nota menor apenas que Teresina, no Piauí, com média de 7,4 e 6,3.

Com as médias de 7,0 e 5,8 (anos iniciais e finais) São José teve destaque comparado com as cidades vizinhas, como Florianópolis (6,0 e 4,9), Palhoça (5,7 e 4,8) e Biguaçu (5,3 e 4,1). O município também foi o que mais cresceu na qualidade de ensino na última aferição.

Publicidade

De 2013 para 2019, a rede municipal de ensino, nos 22 centros educacionais municipais (CEM) aferidos, alcançou resultados que mostram o trabalho desenvolvido pelos profissionais da Educação. Em 2013, a rede contava com nota 5,3 e 3,8 (anos iniciais e finais). Com os investimentos e projetos, o índice do município chegou, em 2019, a 7,0 e 5,8.

Escolas que se destacaram

Algumas escolas, nos anos iniciais, que se destacaram no crescimento da média entre 2013 e 2019: o CEM Ceniro Martins (Forquilhas), que possuía 4,2 e alcançou média 7,0; o CEM Luar (Serraria), com médias de 5,2 para 7,1; CEM Maria Iracema Martins de Andrade (Ipiranga), de 6,1 para 7,3; a EEF Potecas, que tinha média 5,4 para 7,2 e o CEM Santa Terezinha (Forquilhas), com 5,5 chegando a 7,0.

Os maiores destaques da rede municipal de ensino de São José são o CEM José Nitro e CEM Santa Terezinha, que em 2007 apresentavam 2,8 nos anos iniciais e em 2019 chegaram respectivamente a 7,3 e 7,0.

Nos anos finais, as unidades de ensino que apresentaram crescimento entre 2013 e 2019 foram: o CEM Antônio Francisco Machado (Forquilhinha), de 4,0 para 6,0; CEM Interativo (Floresta), 4,0 para 5,8 e o Colégio Maria Luiza de Melo (Kobrasol), com média 4,6 para 5,9.

Para a secretária de Educação, Lilian Sandin Boeing, é uma alegria imensa os resultados das notas do Ideb para o Município. “Esse resultado mostra o potencial de todos os profissionais da educação, que se engajaram para ampliar o ensino da rede municipal, atingindo médias exemplares”, ressalta Lilian.

“No nosso primeiro ano de gestão, em 2013, recebemos o resultado do Ideb das provas feitas no ano anterior, com uma média de 5,3 e 3,8 (anos iniciais e anos finais), sendo que havia escola com nota 2,8. Percebemos que tínhamos um grande desafio pela frente e coloquei esta missão para nossa equipe da Educação. Nestes anos, investimos em novas unidades, em reformas, na compra de material e equipamentos, mas, sobretudo, tivemos um forte trabalho na área pedagógica. Estou muito feliz com este resultado que foi alcançado com um trabalho de gestão, com a dedicação dos nossos profissionais e o comprometimento dos nossos alunos”, destaca a prefeita Adeliana Dal Pont.

+ Os resultados do Ibeb 2019 de Santa Catarina

Projeto de preparo

Desde 2015 a Secretaria de Educação desenvolve o projeto Evolutio, que busca preparar as crianças e adolescentes para garantir um desempenho melhor na realização da Prova Brasil, uma das composições do Ideb. A ideia é garantir que os estudantes ampliem seus conhecimentos e se sintam confiantes durante a aplicação da prova e em outras atividades que irão desenvolver ao longo da vida. Todos os anos, a equipe do projeto procura inovar o modo como as atividades são realizadas nas escolas. Em 2019 mais de 2 mil estudantes participaram do projeto.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here