senhoras com roupas e crianças no colo atrás das portas de uma van aberta e outras pessoas em volta carregando malas
Grupo de 21 indígenas venezuelanos teria sido "despachado" de Itajaí para Florianópolis nesta segunda-feira (23); retornaram nessa terça, com promessa de assistência da prefeitura - PMF/Divulgação/CSC

Enviados de forma compulsória de Itajaí para Florianópolis na segunda-feira (23/12), um grupo de indígenas venezuelanos volta nesta terça (24) para a cidade do litoral norte após uma “bronca” da prefeitura da capital.

O caso iniciou com um denúncia de que o grupo estava sendo despachado de Itajaí para Florianópolis sem o consentimento. Alertada, a prefeitura da capital aguardou a chegada do grupo na Rodoviária Rita Maria. Por volta das 17h o ônibus chegou com sete venezuelanos adultos e 13 crianças, incluindo um bebê de pouco mais de um mês de idade. As pessoas relataram também que em Itajaí comeram pouco e foram forçados a sair do município.

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), não gostou da atitude. “Em primeiro lugar, todo o meu repúdio a conduta desumana de enviar pessoas para qualquer cidade sem qualquer abrigo ou assistência”, declarou em nota Loureiro, que afirmou que abriria um boletim de ocorrência para apurar o caso.A Prefeitura de Florianópolis, no primeiro momento, tentou abrigar o grupo no Tisac (Terminal do Saco dos Limões), onde funciona uma casa de passagem para indígenas que vêm do interior para vender artesanato na capital. A acolhida, porém, não foi aceita. A prefeitura então abrigou as 21 pessoas na passarela da cidade, onde se alimentaram adequadamente, dormiram e puderam fazer a higiene pessoal.

Publicidade

Nesta terça, segundo a prefeitura de Florianópolis, o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni (MDB), entrou em contato com Loureiro ao saber do caso e afirmou que a política da cidade de Itajaí não é a de transferir indígenas e nem qualquer cidadão desamparado para outra cidade. O prefeito, Morastoni, ressaltou que já está verificando internamente se a prática partiu de algum colaborar municipal e já mandou, na manhã de hoje, uma van buscar os indígenas em Florianópolis para recebê-los em Itajaí adequadamente, com a estrutura necessária.

Por volta das 15h o grupo de indígenas venezuelanos partiu de volta para Itajaí. A Prefeitura de Florianópolis, em nota, afirma que continuará acompanhando o caso, mas também que adotou todas as medidas legais junto ao Ministério Público.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here