Inicia a tramitação da Pec de eleição direta em SC

    bruno souza, sem máscara, fala com outro deputado de máscara no plenário da alesc; outro deputado sentado olha para trás para eles
    Com 14 assinaturas de deputados da Alesc, iniciou nessa quinta-feira (15) a tramitação da lei para possível votação direta (pela população) ao governo catarinense - Guto Kuerten/Divulgação/CSC

    Começou a tramitar na Alesc a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que trata da eleição direta no caso de governador e vice serem afastados até 90 dias antes do fim do mandato pelos processos de impeachment. A proposta, do deputado Bruno Souza (Novo), obteve as 14 assinaturas necessárias nessa quinta-feira (15/10) para começar a tramitação.

    Atualmente, caso os afastamentos ocorram após a metade do mandato, as eleições são indiretas, e o governador é eleito pelo voto dos 40 deputados estaduais. “Essa emenda traz uma importante mudança institucional para Santa Catarina. Voto direto dá à população o direito da população eleger quem lhe governa, e não depender de uma eleição indireta e do voto de apenas 40 deputados em caso de vacância dos cargos. Essa é a maneira certa que uma eleição dessa magnitude deve ter: o catarinense escolhendo os rumos do próprio estado”, afirma Souza.

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here