jogadores de brusque e tubarão disputam bola no gramado
Foto: Willian Lampert/ Divulgação C.A. Tubarão

Até aqui, este campeonato catarinense tem sido pobre como espetáculo e uma lástima com respeito ao torcedor, que paga para assistir. Tenho visto jogos desinteressantes, daqueles que chegam a doer os olhos, tamanha é a falta de bons jogadores nos clubes participantes. Com exceção do clássico no Scarpelli, onde foram mais de 11 mil torcedores, nenhum outro clube até aqui conseguiu atingir um público acima de cinco mil pagantes. Neste quesito, o Figueirense é líder isolado.

Tragédia

A tragédia em Brumadinho escancara uma série de problemas que nos deixa preocupados aqui na Grande Florianópolis quando o assunto é a conservação das pontes que fazem a nossa travessia todos os dias. A omissão e a falta de fiscalização por parte dos nossos governantes poderá fazer com que algo de muito ruim possa acontecer. Entra um governo, sai outro e nada fazem. Agora é que começaram a contratar uma empresa para fiscalizar o trabalho de quem irá fazer o serviço de conservação. E o Estado não possui profissionais capacitados para isso?

Os melhores

Com mais de um terço completado deste Catarinão, ainda é cedo para fazer uma indicação deste ou daquele que possa estar na grande final. Porém, pelo andar da carruagem, o Figueirense, de Hemerson Maria, é um forte candidato, assim como a Chapecoense e até mesmo o Avaí. As decepções ficam por conta de Criciúma, Joinville e Tubarão, que não conseguiu manter o treinador Silas. Ainda tem muita água para rolar por debaixo dessa ponte.

Absolvidos
Publicidade

Em julgamento na noite da última terça-feira (5/2), o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/SC) absolveu os envolvidos na polêmica do último clássico entre Figueirense e Avaí, no Scarpelli. Esse tipo de jogo nunca termina depois do apito final. Já no seu vestiário, o técnico do Avaí, Geninho, declarou em entrevista à imprensa que o jogador alvinegro Betinho merecia um soco na cara depois daquela “voadora” tentando acertar um jogador avaiano. Conheço bem Geninho, é um cara do bem, ele falou aquilo no momento de intranquilidade. Mas merecia uma punição, mesmo que de leve, pois incentivou a violência. Também o jogador alvinegro merecia uma severa punição pela sua deslealdade contra um companheiro de profissão. E o árbitro do jogo idem, por ter sido totalmente omisso.

Verdão do Oeste

A Chapecoense está representando nosso Estado com grandeza mais uma vez na Copa Sul-Americana. O Verdão do Oeste foi ao Chile enfrentar o Unión La Calera, no gramado sintético do estádio de La Calera, e saiu de lá com um empate sem gols. Uma simples vitória na Arena Condá, no próximo dia 19, levará a nossa Chape a seguir nesta competição. O destaque deste jogo foi o goleiro João Ricardo, que salvou o time em alguns lances.

Descarrilar

Tem um ditado que diz: “Quem anda no limite, uma hora pode descarrilar”. Digo isso me referindo ao time do Avaí, que até agora não deu sinais claros do que pretende neste campeonato catarinense. A vitória contra o Criciúma amenizou o momento nada bom que o clube vive. Foi um resultado recomendável e merece elogios, mas está faltando um talento especial, o lampejo de um craque, um articulador que possa surpreender os adversários. E está sendo assim o Avaí neste Catarinão. Como venceu, o torcedor perdoa.

Mudanças

A grande maioria dos treinadores brasileiros adota estilo defensivo indigesto no nosso malfadado futebol. Antigamente, os clubes escancaravam seus treinamentos para a alegria de seus torcedores. Era comum ver o torcedor nas arquibancadas assistir os treinos físicos, táticos e técnicos. O torcedor já ia pro jogo com o time na ponta da língua e o que se via na partida era aquela bola bem passada, chutes certeiros e muitas chances de gols. Hoje em dia, são treinos fechados em espaços reduzidos, lentos e improdutivos. O futebol brasileiro e até mesmo sul americano sofreu profundas mudanças.

Decadência

O futebol brasileiro vive uma grande decadência. Treinadores por aqui ficam na arte de tentar formar um time com o que têm. As revelações formadas na base logo têm que ser negociadas para cobrir rombos financeiros. O nosso futebol anda tão mal das pernas que até a nossa Seleção que dava show e goleada na América do Sul hoje sofre pra vencer seleções sem expressão. O empate do Atlético/MG, a derrota do São Paulo na Libertadores e a pífia colocação da seleção brasileira no Sul-Americano Sub-20 em último lugar nos dão a visão dessa triste realidade.

Drops da arquibancada

A situação de Lula não é nada boa. O ex-presidente, que já cumpre prisão por condenação do tríplex no Guarujá, agora pegou mais uma condenação de 12 anos e 11 meses no processo no sítio de Atibaia. Tudo em São Paulo.

O Catarinão já teve algumas rodadas. Por ser a primeira competição da temporada, Avaí e Figueirense estão aproveitando para fazer um laboratório. Esta é a hora de testar alguns jogadores para ver se podem permanecer para o resto da temporada.

Partida Figueirense e Hercílio Luz terá Leandro Messina Perrone no apito. Em Tubarão, Cinésio Mendes Junior irá comandar o jogo Tubarão e Avaí. Vamos desejar boa sorte aos árbitros.

O Figueirense vem fazendo a sua parte neste certame e as combinações passam a favorece-lo. No jogo diante do Hercílio Luz, no Scarpelli, é preciso continuar fazendo o dever de casa. É preciso atitude, marcar forte e sair pro jogo. Espera-se um bom público.

É lastimável a situação de muitos abrigos de ônibus em nossa cidade. Tem uns que o usuário precisa usar o guarda-chuva pra substituir o telhado. Outros dão até medo, já que mostram risco de um acidente. Pra quem precisa do nosso péssimo transporte público, o usuário é o mais prejudicado.

Cartão rosa/vermelho

Cartão rosa para o tenente coronel Jacob Quint, que deixou o comando da Policia Militar de Palhoça nesta quinta-feira (7/2), depois de comandar por mais de dois anos. Quint deixa o comando com bons serviços prestados à nossa comunidade. Com mais de 30 anos na corporação, ele vai para a reserva em busca de um novo desafio.

Cartão vermelho para algumas mulheres que não se valorizam e ficam se expondo ao ridículo. Costumo dizer que não há nada mais desvalorizador de uma mulher do aquela que fica se expondo com roupas ridículas em certas ocasiões e local, e atitudes nada convencionais na sociedade.

Pensamento do Bambi

Quem nasceu pra sovaco nunca chegará a axila.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here