Alesc decide suspender prisão e medidas contra Júlio Garcia

Por 30 votos a favor, 3 contrários e 2 abstenções a prisão de Júlio Garcia, presidente da Alesc, foi suspensa pelos deputados estaduais, nesta quinta-feira (21/1).

Os deputados aprovaram o parecer 001/2021 que revoga, nos termos das constituições Estadual e Federal, além da prisão preventiva, as medidas cautelares decretadas pela 1º Vara Federal de Fpolis em desfavor do atual presidente da Alesc.

Júlio Garcia teve prisão domiciliar decretada na deflagração da Operação Hemorragia, que é um desdobramento da Operação Alcatraz. A investigação, que envolve a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Receita Federal e Ministério Público de Contas afirma que Garcia é um dos beneficiários de um esquema de corrupção no governo do estado para fraudar licitações nas secretarias de Administração e Saúde, desviando posteriormente o dinheiro dos contratos em montantes de cerca de R$ 50 milhões.

Publicidade