dezenas de pulseiras amarelas dispostas juntas com um panfleto sobre com inscrição
Pulseiras contém os dados de contato dos pais, caso a criança se perca - PC/Divulgação/CSC

A Polícia Civil já distribuiu 10,5 mil pulseiras de identificação em 14 balneários das regiões Norte e Sul de Santa Catarina desde o início da Operação Verão. A iniciativa está no quarto ano – começou na região de Joinville e se estende pelas demais regiões litorâneas. Uma delegacia móvel percorre as praias e acompanha os policiais na distribuição.

As pulseiras, que não saem na água, servem para informar os contatos dos pais da criança caso ela se perca na praia. O trabalho conta também com entrega de panfletos educativos aos pais e responsáveis. Para o delegado da Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas (Dppd), Wanderley Redondo, uma das preocupações dos pais nesta época é com as crianças. “Um pequeno descuido e pronto: um grande problema pode surgir quando um filho, por exemplo, não é mais localizado no meio de uma multidão”, diz.

O delegado acredita que a iniciativa da Polícia Civil, em parceria com a ONG criançadesaparecida.org, evita a angústia da procura por crianças. Redondo ressalta também que não há registros de desaparecimentos de crianças no Estado desde o começo da Operação Verão. A partir desta sexta-feira (3/1), os policiais civis estarão em mais oito balneários. Na reabertura da Ponte Hercílio Luz, a Polícia Civil também distribuiu pulseirinhas e as cartilhas de prevenção.

Publicidade

Próximos dias

Balneário Barra do Sul – sexta-feira (3/1)
Itapoá – sábado (4)
São Francisco Sul – domingo (5)
Balneário Camboriú – quarta-feira (8)
Itapema – quinta-feira (9)
Gov. Celso Ramos – sexta-feira (10)
Florianópolis – sábado e domingo (11 e 12/1)

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here