Moisés lamenta abertura de processo de impeachment na Alesc

0
moisés e schuster usando máscara sentados lado a lado; moisés assina um papel sobre a mesa; telão ao fundo
Moisés é notificado do rito de abertura do impeachment, que envolve aumento salarial a procuradores - Ricardo Wolffenbüttel/Secom SC/Divulgação/CSC

O governador de SC, Carlos Moisés (PSL), ressaltou a ausência de justa causa para um processo de impeachment ao receber na tarde desta quinta-feira (30) a notificação do início da tramitação do procedimento na Assembleia Legislativa (Alesc). Ele recebeu do primeiro secretário da Casa Legislativa, deputado estadual Laércio Schuster, o documento que o informa do início formal do processo.

“Eu respeito a Alesc e todos os deputados. Lamento a decisão do presidente Júlio Garcia de recepcionar esse processo em um momento tão inadequado, em meio à pandemia, e sem um fundamento jurídico. Não há participação do governador e da vice-governadora nesse processo. Isso já é atestado pelos órgãos de controle, o Ministério Público e o Tribunal de Contas. Vou continuar trabalhando por Santa Catarina, especialmente no enfrentamento à pandemia, que é o nosso foco hoje. Vamos cuidar da economia, dos catarinenses e de todos que vivem aqui”, disse o governador após receber a documentação.

O governador também ressalta que em fevereiro o Ministério Público avaliou não haver elementos para abertura da ação civil pública contra si por improbidade administrativa. Segundo o MP, coube a Moisés apenas autorizar a análise do pedido e não seu mérito, decidido em atos da Procuradoria Geral do Estado e da Secretaria da Administração.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here