Foto: Autopista Litoral Sul/Divulgação/CSC
Foto: Autopista Litoral Sul/Divulgação/CSC

A Autopista Litoral Sul contratou a empresa Camargo Corrêa Infra – subsidiária da Camargo Corrêa – para executar as obras do contorno viário de Florianópolis.

Em janeiro, após a terceira paralisação de funcionários da empreiteira Salini Impregilo, a ALS resolveu rescindir o contrato. No dia 16 daquele mês foi contratada emergencialmente a catarinense Seta Engenharia para não interromper os trabalhos.

No momento, a Camargo Corrêa se prepara para assumir a obra, o que vai ocorrer oficialmente a partir de 1º de junho. Ainda não está certo o número de trabalhadores a serem contratados. À época da rescisão do contrato com a Salini Impregilo eram 450 pessoas fazendo a obra do contorno.

Publicidade

A Camargo Corrêa Infra é uma empresa derivada da Camargo Corrêa após a operação Lava Jato e os acordos de leniência com o Ministério Público e Justiça Federal. Em Santa Catarina, a empresa realiza a obra da linha de transmissão de energia entre Biguaçu e Abdon Batista.

Em 27 de maio a Autopista Litoral Sul terá mais uma audiência no Ministério Público Federal para continuar as discussões a respeito da ação civil pública movida pelo município de Palhoça contra a empresa e a ANTT por atrasos na obra do contorno. Os próximos pontos discutidos deverão tratar dos trechos ainda com entraves para a construção, a maioria na área de Palhoça.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here