A decisão ocorreu na manhã desta sexta-feira (19/6), em reunião virtual das parlamentares

A criação do Observatório Social de Violência Contra a Mulher, lei aprovada e sancionada em 2015 e que ainda não foi implementada, de autoria da ex-deputada Ana Paula Lima (PT), é a nova bandeira da Bancada Feminina da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. A decisão ocorreu na manhã desta sexta-feira (19/6), em reunião virtual das parlamentares, proposta pela deputada Luciane Carminatti (PT), que querem viabilizar mais essa ferramenta no combate à violência contra a mulher catarinense.

Na reunião, foi destacado que nunca se registraram tantos casos de violência contra a mulher em Santa Catarina como nos últimos anos. Somente em 2019, 50 mulheres foram mortas, um aumento de 40% em relação a 2018. E, neste ano, um levantamento feito pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, com dados da Polícia Civil, aponta que até maio, foram 21 feminicídios, em diversas regiões do estado.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here