operacao argamassa fraudes licitacoes seis cidades sc - foto pc
Operação Argamassa investiga grupo de empresas que fraudou ao menos 23 licitações em seis cidades entre os anos de 2007 a 2018 - PC

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor/Deic), em conjunto com o Ministério Público de Contas de Santa Catarina, deflagrou nesta terça-feira (10/9) a operação “Argamassa” em Balneário Camboriú, Itapema, Camboriú, Itajaí, Tijucas, Alfredo Wagner, Porto Belo, Bombinhas e Biguaçu.

Segundo as investigações, um grupo de empresários é suspeito de integrar uma união de empresas constituídas principalmente por familiares, que têm o objetivo de fraudar processos licitatórios ligados à fabricação de artefatos de cimento para uso na construção civil.

No total, os policiais cumprem seis mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão, decorrentes das informações repassadas pelo MPC, que apurou fraudes em cerca de 23 procedimentos licitatórios entre os anos de 2007 a 2018 nas cidades de Balneário Camboriú, Camboriú, Tijucas, Porto Belo, Bombinhas e Biguaçu.

Publicidade

Pelo menos sete empresas são alvos das investigações da Decor neste momento. A Polícia Civil busca ainda identificar se houve envolvimento de funcionários públicos no esquema, bem como eventual superfaturamento no fornecimento das mercadorias licitadas.

Seis empresários presos

Como resultado da operação dessa terça, a Polícia Civil atualizou o cumprimento dos mandados. Foram seis empresários presos. Cinco foram capturados pela Deic e o sexto se apresentou na sede da corporação.

“O principal problema levantado pelo Ministério Público de Contas é que várias empresas com os mesmos donos e familiares combinavam licitações, preços, para fraudar a concorrência”, diz o diretor da DEIC, delegado Luis Felipe Fuentes. Apenas em um dos endereços, em Balneário Camboriú, policiais apreenderam R$ 20 mil.

O trabalho é coordenado pelo delegado Marcus Fraile, da Delegacia de Combate à Corrupção, e é realizado em conjunto com o Ministério Público de Contas. Buscas foram cumpridas também em prefeituras de seis municípios.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here