Palhoça vai monitorar passagem de baleias francas nas praias do município

    Dois pontos de observação começam a operar em agosto, em parceria com o Instituto Australis

    A prefeitura de Palhoça, por meio da Secretaria de Turismo, assinou uma parceria com o Instituto Australis, na última quinta-feira (1/7), para acompanhar a passagem de baleias francas pelas praias do município. Serão instalados dois pontos de observação: um na Guarda do Embaú e outro na praia da Pinheira. O termo de parceria indica que as atividades começam a partir de agosto e vão durar até o início de novembro, período que corresponde à época do ano em que as baleias francas passam pelo litoral. Dois biólogos do instituto devem realizar o monitoramento da espécie.

    Palhoça vai monitorar passagem de baleias francas nas praias do município
    PMP/Divulgação/CSC

    A construção de um novo projeto para monitorar as baleias francas em Palhoça começou durante uma visita ao centro nacional de conservação da baleia-franca, em Imbituba. As pesquisas apontam que esses mamíferos procuram águas mais quentes e enseadas para o nascimento de seus filhotes, saindo da Antártica para a América do Sul, onde os filhotes nascem. A caça às baleias em Santa Catarina quase levou à extinção da espécie na década de 70, o que motivou um decreto do governo federal que proibiu a caça comercial de baleias no Brasil.

    Publicidade