Presidente de sindicato em São José é condenado por agressão

Marcos Aurélio dos Santos, que na ocasião ainda não era presidente do Sintram-SJ, foi condenado a três meses em regime aberto por agredir funcionário no gabinete da prefeita

Caso aconteceu em protesto do Sintram na Prefeitura de São José em 2016 - Foto Lucas Cervenka/CSC
Caso aconteceu em protesto do Sintram na Prefeitura de São José em 2016 - Foto Lucas Cervenka/CSC

A Justiça estadual, na comarca de São José, condenou Marcos Aurélio dos Santos a três meses de detenção, em regime aberto, por lesão física praticada contra um funcionário da prefeitura, em 2016.

A decisão foi proferida pela juíza Lillian Teles de Sá Vieira, do Juizado Especial Criminal e da Violência Doméstica no último dia 25 de março.

Em uma ocasião que o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de São José (Sintram) tentou invadir o gabinete da prefeita Adeliana Dal Pont para forçar uma negociação, Marcos, que ainda não era presidente do sindicato, desferiu um soco em Alexandre de Souza.

Publicidade

Segundo o relato que consta na decisão, houve um tumulto na entrada do gabinete, quando sindicalistas tentavam entrar para entregar uma pauta de reivindicações e funcionários do gabinete tentavam impedir a entrada dos manifestantes. Na ocasião, a prefeita Adeliana estava em Brasília.

A reportagem do Correio entrou em contato com Marcos dos Santos para comentar o caso. Marcos afirmou que ainda não foi intimado oficialmente e que, como é uma decisão de primeiro grau, sua assessoria jurídica deve entrar com recurso. Ele foi eleito presidente do Sintram em novembro de 2016.

Publicidade