PRF resgata paraguaia vítima de tráfico internacional de pessoas

Mulher que estava em prostíbulo foi trazida para o Brasil sob promessa de trabalho doméstico

Foto: Divulgação/CSC

Na noite de sábado (09), em Biguaçu, policiais rodoviários federais resgataram uma jovem paraguaia, de 18 anos, vítima de tráfico de pessoas para exploração sexual. A PRF foi acionada pela Interpol, que soube do desaparecimento por meio da família da vítima no Paraguai.

Há menos de uma semana, a mulher foi trazida para o Brasil sob promessa de trabalho como empregada doméstica. No entanto, chegando em Santa Catarina, foi hospedada em um prostíbulo, e informada pela agenciadora que deveria se prostituir para quitar dívidas referentes à viagem e estadia.

A jovem resistiu às investidas sexuais, e acabou transferida para outro estabelecimento adulto às margens da BR-101. No local, conseguiu enviar mensagem para o Paraguai, a família descobriu a localização da vítima, e acionou as autoridades competentes.

Publicidade

No sábado, a PRF foi comunicada sobre a ocorrência. Quando chegou ao local, encontrou a mulher instalada em um quarto simples, com a mala sobre a cama. Na viatura, a jovem conversou com a família, e afirmou estar em segurança.

A ocorrência foi conduzida para a delegacia da Polícia Federal em Florianópolis, que abriu investigação pelo crime de tráfico internacional de seres humanos.

Publicidade