Primeira etapa de recuperação de pontos de ônibus alcança oito bairros

trabalhadores em cima de um caminhão colocam placa sobre um ponto de ônibus em uma avenida com coqueiros
Nesta etapa, mais de 30 abrigos tiveram a estrutura recuperada e modernizada - Foto: Secom/PMSJ

Em trabalho desenvolvido pela Secretaria de Trânsito de São José, oito bairros foram contemplados com a reforma da estruturas de abrigos de passageiros de ônibus do transporte coletivo.

Segundo a prefeitura, os abrigos que estavam em piores condições eram os do bairro Forquilhinha. Além desses, foram repaginados também os abrigos dos bairros Areias, Bela Vista, Forquilhas, Real Parque, Serraria, Praia Comprida e Ipiranga, totalizando mais de 30 abrigos em oito bairros.

Na segunda-feira (18/2) a Secretaria deu início à segunda etapa do processo, que abrange as regiões de Barreiros, Campinas, Kobrasol, Roçado, Nossa Senhora do Rosário, Serraria, Ipiranga, Potecas, Fazenda Santo Antônio, Ponta de Baixo, Forquilhinha e Jardim Zanelatto.

Publicidade

No levantamento da prefeitura a cidade de São José tem cerca de 120 abrigos de passageiros de ônibus em condições ruins de conservação em decorrência de fatores adversos, como abalroamentos de trânsito, vandalismo e degradação pelo tempo. Há também aqueles danificados por vendavais. A Secretaria de Trânsito havia estabelecido que 96 seriam reformados. Para a próxima etapa, a previsão é de reformar mais 40.

Modernização dos abrigos

O trabalho de recuperação é, ao mesmo tempo, de modernização. O material de ferro utilizado foi trocado por um mais resistente, o policarbonato que faz a cobertura também foi reforçado e o modelo padrão do abrigo foi modificado para dar mais mobilidade e visibilidade aos usuários.

A média de custo por abrigo é de aproximadamente R$ 5.300. Inicialmente foram investidos R$ 384 mil na reforma das estruturas. Deste valor, R$130 mil são recursos próprios da Prefeitura e R$ 254 mil serão repassados pela Câmara Municipal. Ainda neste ano, a prefeitura deve fazer instalação de mais de 40 novos abrigos na cidade através de um convênio com a Caixa Econômica Federal.

Publicidade