homem dentro do ônibus mexe com ferramenta na plataforma do elevador enquanto homem em cadeira de rodas espera no lado de fora
Elevador falhou quando um cadeirante tentou acessar o ônibus - Reprodução/CSC

O Procon de Santa Catarina diz que nessa semana multou o Consórcio Fênix, grupo de quatro empresas responsáveis pelo transporte coletivo da capital, em R$ 74 mil por falha em um dos elevadores para acesso de cadeirantes em ônibus.

Segundo nota do órgão, a empresa foi advertida em novembro de 2019, quando circulou na internet vídeo que mostra o defeito do equipamento no exato momento que um cadeirante iria entrar no ônibus coletivo.

De acordo com o processo administrativo aberto pelo órgão, o “Consórcio Fênix incorreu na má prestação de serviço, uma vez que deixou de garantir o perfeito funcionamento nos ônibus de sua frota, dos elevadores ou outro equipamento eletromecânico de deslocamento vertical, que garantisse aos consumidores de mobilidade reduzida o acesso e o uso do transporte coletivo”. Para o diretor do Procon estadual, Tiago Silva, “diante do problema não resolvido, tivemos que multar a empresa”.

Contraponto
Publicidade

“O Consórcio Fênix respeita a decisão do Procon de Santa Catarina, mas informa que questionará a validade da mesma perante à Justiça, porque não concorda que problemas isolados em dois elevadores de acessibilidade a cadeirantes permita a aplicação de multa tão elevada. Atualmente 85% de sua frota possui estes equipamentos instalados, totalizando 400 ônibus adaptados que circulam na capital”.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here