Foto: Secom/PMSJ
Foto: Secom/PMSJ

A Vigilância Epidemiológica de São José mantém uma série de ações para combater o mosquito Aedes aegypti no município.

O trabalho dos agentes de combate de endemias envolve o monitoramento semanal de 859 armadilhas, que estão instaladas a cada 200 metros nas áreas de maior densidade populacional e o monitoramento quinzenal de 228 pontos estratégicos no território da cidade.

Considerando que a conscientização é a melhor alternativa para a disseminação de atitudes saudáveis, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica vem alinhando um cronograma de ações educativas nas escolas do município, por meio do Programa Saúde na Escola.

Publicidade

Conforme protocolos instituídos no estado, duas vezes ao ano é realizado o Levantamento de Índice Rápido (Lira), uma ação para detecção da densidade de Aedes aegypti a partir da inspeção em todos os depósitos com água, com a coleta de larvas em um percentual de imóveis do município.

O Lira foi realizado em São José entre 4 e 8 de fevereiro, totalizado 1.959 visitas domiciliares.

Outra ação é a Sala de Situação, um instrumento de discussão de estratégias de enfrentamento do mosquito Aedes aegypti, que conta com a participação da Vigilância Epidemiológica do Estado, 18º Regional de Saúde, e demais municípios da região, além de membros de diferentes secretarias do Município, como as de Educação e Infraestrutura.

“Cabe reforçar ainda que para combater a dengue com eficiência, toda a comunidade precisa fazer sua parte. São atitudes simples para que quintais e residências se mantenham livres do mosquito”, comentou a secretaria de Saúde, Sinara Simioni. 

Como combater o mosquito

– Mantenha a caixa d’água sempre fechada e com a tampa adequada;
– Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas;
– Não deixe a água acumulada sobre a laje;
– Lave semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água;
– Mantenha bem tampados os tonéis e barris de água;
– Encha de areia as bordas dos pratinhos das plantas;
– Se tiver vaso com plantas aquáticas, troque a água e lave, principalmente dentro, com escova, água e sabão, pelo menos uma vez por semana;
– Guarde as garrafas sempre de boca para baixo;
– Entregue os pneus velhos aos serviços de limpeza urbana ou guarde-os sem água em local protegido da chuva;
– Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada;
– Não jogue lixo em terrenos baldios;
– Verifique, uma vez por semana, atrás da geladeira o recipiente coletor de água.

Ouvidoria

A Vigilância Epidemiológica, através do Programa de Endemias atende várias denúncias registradas na Ouvidoria do Município, sendo este o meio oficial e legítimo da sociedade participar, registrar e solicitar informações e ações dos órgãos municipais. Desta forma reforça-se a importância deste canal, que pode ser acionado pelo telefone 0800 645 9889.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here