Projeto de lei do transporte integrado na região metropolitana é aprovado pela CCJ

    pessoas descendo de um ônibus do tranporte coletivo no terminal de passageiros
    Foto: Cristiano Andujar/PMF/Divulgação

    O Projeto de Lei Complementar (PLC) 23/2018 que viabiliza a criação de um sistema de transporte coletivo na região metropolitana da Grande Florianópolis (RMF) recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por unanimidade de votos nesta terça-feira (30/10) na Alesc.

    O PLC repassa para a Superintendência de Desenvolvimento da região metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf) a responsabilidade sobre as linhas de ônibus intermunicipais da RMF, autoriza o Estado a se conveniar com os municípios para criar o Sistema Integrado Metropolitano e autoriza a Suderf a assumir a gestão das linhas de ônibus municipais por meio de contratos com os municípios.

    Vão integrar o sistema os municípios da área continental da RMF: Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José e São Pedro de Alcântara.

    Publicidade

    “Esse projeto é totalmente constitucional, totalmente dentro da legalidade daquilo que a Comissão de Justiça tem o seu papel de analisar, mas também, num segundo aspecto, é positivo porque foi construído num consenso entre os prefeitos da região depois de muita discussão e de se fazer uma modernização da legislação e das funções da região metropolitana da Grande Florianópolis”, comentou o deputado Jean Kuhlmann (PSD).

    A partir dessa aprovação, o projeto de lei segue para as comissões de Finanças e Tributação e de Transportes e Desenvolvimento Urbano para então ser votado no plenário.

    Publicidade