Protetor de cães acusa concessionária da BR 101 de abandonar animais, em SJ

Morador da Fazenda Santo Antônio, em São José, é protetor de cães, porém não gostou quando viu o motorista de um guincho da Autopista Litoral Sul tentando largar uma cadela na frente da sua casa

0

Por voltas das 17h desta quarta-feira (10/7), Reni Barbosa, morador da Fazenda Santo Antônio, se deparou com um guincho da Autopista Litoral Sul, concessionária que administra a BR 101, estacionado em frente à sua casa.

De acordo com Reni, que é cuidador e protetor de cães, o motorista do guincho tentava tirar à força uma cadela pelo vidro aberto do caminhão para abandoná-la em sua casa. Reni diz que foi tirar satisfação com o motorista, que o agrediu. Nesse momento, relata o cuidador, que parte de seus cães, vendo-o ser agredido, partiram para cima do motorista, que fugiu para dentro de uma empresa para escapar do ataque dos cachorros.

Reni então chamou a polícia e registrou boletim de ocorrência, já sendo marcada audiência entre as partes para 22 de outubro próximo. Num relato em vídeo, logo após a ocorrência, ele mostra o caminhão parado na frente de sua casa, e que depois um outro funcionário da concessionária veio retirar o veículo.

Publicidade

O cuidador acusa a concessionária de já ter abandonado outros cachorros em frente à sua casa antes, porém agora afirma que tem provas. Anteriormente, apenas ficava sabendo por informações de vizinhos, que viam os veículos da empresa largarem animais em frente à casa de Reni, provavelmente porque sabiam que ele é cuidador de cães.

Reni Barbosa - protetor de cachorros
Reni Barbosa é cuidador de cães, e já tem dezenas de animais sob sua proteção – Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação/CSC
Contraponto

Em nota, Arteris Litoral Sul informou que, em caso de animais domésticos de pequeno e médio porte localizados nas proximidades da rodovia, realiza o afugentamento do mesmo para um local seguro. Em caso de municípios onde há centro de zoonoses, a empresa diz que entra em contato com o órgão para a retirada do animal do local e reitera que de acordo com o artigo 32 da lei 9605 de 1998 abandonar animais é crime. “Sobre o ocorrido, a empresa informa que está apurando as informações e que tomará as medidas necessárias para a melhor solução do caso”, finaliza a nota.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here