Termos “reatar o namoro” e “reatar o casamento” aumentam em 160% em buscas no Google

Veja dicas de como acalmar o seu coração e como melhorar a sua relação

Viver um grande amor nem sempre é fácil, pois há algumas adversidades que interferem na relação. Dessa forma, a união começa a se desestabilizar, a distância aparece com mais frequência, fadando ao fim do relacionamento, o que é muito comum. E mesmo nessa situação, muitas pessoas buscam alternativas para voltar a viver o amor que, infelizmente, não fluiu por influências de energias negativas.

De acordo com o Google, temas sobre “Reatar namoro” e “Trazer amor de volta” tiveram aumentos na procura de 160% durante a pandemia, dados que evidenciam o interesse em reatar a relação com a pessoa amada mesmo diante dos obstáculos vividos e não superados anteriormente.

No entanto, reatar um relacionamento demanda mais que um desejo. “Para que a relação do passado possa recomeçar de forma mais madura, é necessário compromisso entre as partes para que se comprometam fielmente na tentativa de reestabelecer o amor. Ter confiança um no outro como base e estrutura, e manter conversas para esclarecer os incômodos, as inseguranças são alternativas eficientes para rever os pontos a melhorar e para que a harmonia seja restaurada”, pontua Maicon Paiva, espiritualista especialista em relacionamentos e União de Casais. Paiva fundou o Espaço Recomeçar há quase 20 anos e ajudou mais de 35 mil casais a estabelecerem o amor novamente.

Publicidade

Outro fator importante para manter um relacionamento saudável é priorizar você e entender o seu valor. Ter autoconfiança e segurança para driblar os momentos críticos em uma relação é fundamental. Quando você se sente segura e tem amor por si mesma, as coisas acontecem de forma mais natural e leve, sem pressão, o que consequentemente, reflete uma relação mais saudável, equilibrada e prazerosa.

Um estudo da Kantar destaca que a porcentagem de mulheres com baixa autoestima é de 13% em comparação com 9% para os homens, e isso se deve a uma série de fatores já consolidados na sociedade, mas que tendem à mudança em um futuro próximo. O percentual de mulheres com autoestima acima da média é de 38% na América Latina.

Pensando nisso, o espiritualista afirma que algumas das dicas são não pular etapas, para entender o tempo e ter paciência, honestidade com os seus sentimentos, para não deixar que inseguranças ou lembranças negativas falem mais alto, e procurar também compreender a pessoa amada, pois o diálogo precisa ser usado como um recurso único e especificamente positivo.

Publicidade