Reciclagem de isopor em Florianópolis ganha força com pontos de coleta

O EPS separado em Florianópolis vai virar novos produtos na indústria de Braço do Norte

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Florianópolis formaliza hoje, durante as comemorações do aniversário da cidade, o termo de cooperação técnica para ampliar a reciclagem de poliestireno expandido (EPS), conhecido pela marca registrada Isopor. O projeto batizado de Recicla+EPS foi desenvolvido pela Plastivida, no seu Comitê de EPS, em sintonia com os conceitos de Economia Circular e objetiva tornar a cidade um modelo para o Brasil em reciclagem e educação ambiental para os plásticos, em especial o EPS.

Por meio da parceria entre o Comitê de EPS da Plastivida, Santa Luzia Molduras, Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Florianópolis e a Associação de Coletores de Materiais Recicláveis (ACMR), serão realizadas ações que vão engajar a população na coleta seletiva das embalagens de EPS. Até o momento, já foram instalados 11 pontos de entrega voluntária (PEVs), exclusivos para a coleta do EPS, espalhados pela cidade.

ponto de entrega de eps - ipa lança projeto para engajar população em reciclagem de isopor
11 pontos de entrega foram instalados em Florianópolis – Divulgação/CSC

A entrega das embalagens de EPS limpas e secas nas cabines coletoras permite agregar qualidade e valor ao material. A separação adequada facilita o tratamento e melhora o preço de venda do material, gerando trabalho e renda aos integrantes de cooperativas de triagem. “O Isopor (EPS) é 100% reciclável. É importante divulgar que existe um grande mercado para esse material plástico reciclado”, aponta o secretário municipal de Meio Ambiente, Fábio Braga. O EPS separado em Florianópolis vai virar novos produtos na indústria de Braço do Norte, explica.

Publicidade

O EPS reciclado é reutilizado para fabricação de réguas, rodapés, molduras, perfis decorativos e até placas para a construção civil, tudo em indústria catarinense, por sinal. De acordo com Ivam Michaltchuk, coordenador do Comitê de EPS da Plastivida, Florianópolis tem potencial para coletar e reciclar em torno de 10 toneladas de Isopor por mês na Grande Florianópolis.

Uma carga de EPS, em caminhão grande, de 40 metros cúbicos, antes de ser compactada pesa aproximadamente 300 quilos. Depois de compactado, em máquina degasadora, instalada na Associação de Coletores de Materiais Recicláveis, que retira até 95% do ar do Isopor, o mesmo espaço terá capacidade para até oito toneladas do material. O baixo peso e o alto volume exigem uma logística peculiar e a colaboração do cidadão. Por isso, afirma o superintendente de Gestão de Resíduos da SMMA, Ulisses Laureano Bianchini, é importante que as pessoas levem o Isopor® (EPS) limpo e seco até os PEVs. Depois disso, as embalagens seguirão para a Associação de Coletores de Materiais Recicláveis (ACMR), no Itacorubi, para ser preparado e encaminhado à unidade recicladora da Santa Luzia em Braço do Norte (SC).

Segundo o presidente da Plastivida, Miguel Bahiense, o resultado esperado desse trabalho é uma população mais consciente, além do crescimento na geração de emprego e renda para associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis, parceiras da Comcap e o aumento na vida útil dos aterros sanitários. “Trata-se de uma ação que vai além da preservação do meio ambiente, promovendo a transformação da relação entre a cidade e seus moradores e o Isopor® (EPS), tornando Florianópolis uma capital modelo no Brasil, no que tange às boas práticas de uso e destinação desse material”, informa Bahiense. Ele completa: “é importante aumentar o conhecimento sobre a reciclabilidade do EPS e sobre a importância da coleta seletiva para que as pessoas possam continuar se beneficiando desses produtos e, assim, proteger o meio ambiente”.

Pontos de entrega de isopor
  • Rua Hercílio Luz, esquina com R. Anita Garibaldi, Centro
  • Praça dos Namorados –  Largo São Sebastião, Centro
  • Mirante Beira Mar – esquina com Al. Lamego com Felipe Schmidt, Centro
  • Av. Gov. José Boabaid, Parque São Jorge
  • Rua Gama Rosa – praça, Trindade
  • Centro de Saúde – Parque de Coqueiros, Coqueiros
  • Praça Nossa Senhora de Fátima, Estreito
  • Av. madre Benvenura – lado do posto policial, Santa Mônica
  • Rod. João Paulo – Praça Dr. Fausto Lobo Brasil, João Paulo
  • Av. Eng. Max de Souza – lado posto policial, Coqueiros
  • Av. Dos Búzios, Jurerê Internacional, ao lado do P12
Publicidade