SC autoriza vacinação de crianças e adolescentes com a Coronavac

    Santa Catarina inicia vacinação de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos com a Coronavac
    Dose e prazo são os mesmos do que aos adultos – Julio Cavalheiro/Secom

    A Secretaria de Saúde de Santa Catarina autorizou neste sábado (22/1) o uso da vacina Coronavac para imunizar crianças e adolescentes de 6 a 17 anos contra o coronavírus.

    A vacina autorizada para uso nesta faixa etária é a mesma dos adultos com 18 ou mais. O intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose também permanece o mesmo, de 28 dias.

    A deliberação foi assinada pelo secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e pelo presidente do Cosems, Daisson Trevisol, seguindo a recomendação da Anvisa. Nessa semana a agência indicou a utilização apenas para as crianças e adolescentes que não sejam imunossuprimidos. Para as crianças e adolescentes de 6 a 17 anos que sejam imunossuprimidas, além das crianças de 5 anos de idade, a vacina indicada segue a Pfizer.

    Publicidade

    + 13 regiões permanecem em risco alto ao coronavírus

    Segundo levantamento feito pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica, os municípios catarinenses possuem estoque de 130 mil doses nas centrais municipais de rede de frios, todas dentro do prazo de validade e prontas para serem utilizadas. O Estado possui pouco mais de 5 mil doses que poderão ser encaminhadas para os municípios que tiverem baixos estoques de Coronavac. Sendo assim, o uso deste imunizante em crianças e adolescentes poderá ser iniciado por aqueles municípios que têm doses extras armazenadas, desde que não prejudique a aplicação da segunda dose nos adultos que está em andamento.a

    Recomendações

    Na nota de autorização aos municípios, a SES recomenda que antes da aplicação da dose em crianças, os profissionais de saúde devem apresentar aos pais e/ou responsáveis pela criança o frasco da vacina, bem como a seringa com o volume a ser aplicado (0,5 mL), para que não haja dúvidas de que a vacina aplicada é a Coronavac.

    Outra recomendação, adotada pelo estado por precaução, é que a vacina contra a Covid-19 não seja aplicada ao mesmo tempo que outras vacinas de rotina do calendário infantil, sendo necessário aguardar um intervalo de 15 dias entre a dose da vacina contra o coronavírus e as demais vacinas.

    Publicidade