Operação ocorre na semana do dia das mães, segunda data mais importante para o comércio - Foto: JamesdeMers/Divulgação
Operação ocorre na semana do dia das mães, segunda data mais importante para o comércio - Foto: JamesdeMers/Divulgação

Com o objetivo de verificar a regularidade na emissão de cupons fiscais em estabelecimentos do comércio varejista, a Secretaria de Estado da Fazenda realiza nestas terça (7/5) e quarta-feira (8) a operação Dia das Mães. “Será a maior operação já realizada em Santa Catarina. Durante os dois dias, 276 auditores fiscais irão visitar mais de dois mil estabelecimentos em 152 municípios catarinenses”, conta o secretário, Paulo Eli.

Lojas de roupas, presentes, tecidos, brinquedos, autopeças, cama, mesa e banho, joias e restaurantes serão fiscalizados. Além destes, serão verificadas mercadorias em trânsito em uma rodovia estadual. “As fiscalizações presenciais auxiliam na regulamentação do comércio var
ejista e criam um ambiente competitivo, justo e legalizado. Usamos a tecnologia a nosso favor, cruzando informações disponíveis nas diversas bases de dados”, explica Eli.

A meta da operação é fiscalizar os estabelecimentos selecionados previamente com base em dados de comercialização, meios de pagamento e utilização de recursos de automação comercial registrados no Sistema de Administração Tributário (SAT).

Comércio de vestuário
Publicidade

Em relação às compras para o dia das mães, a Fecomércio fez um levantamento estimando que as roupas (47,7%) continuam sendo os itens mais procurados, à frente dos perfumes/cosméticos (18,1%) e calçados/bolsas (8,8%) em Santa Catarina. O comércio de rua deve ser o principal destino das compras (69,9%), seguido de shoppings centers (20,8%).

Segundo a pesquisa, o gasto médio no estado deve ser de R$ 168,43, maior (2,2%) do que em 2018. O levantamento mostra também que a maioria dos catarinenses (79,3%) pretende pagar os presentes à vista, em dinheiro (61,1%), no débito (11,8%%) ou crédito (6,4%).

Os dados mostram que a percepção das famílias sobre a situação financeira está mais positiva: 47% declararam estar em melhores condições, 33,3% acreditam que a situação está igual e 19,7% que piorou.

Publicidade
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here