Sindicatos do comércio da Grande Florianópolis alinham redução de jornadas e salários

Salários podem ser reduzidos nas faixas de 25%, 50% ou 70%

0

Em reunião realizada no sábado (11/), o Sindilojas de Florianópolis e Região e os Sindicatos dos Empregados no Comércio de Florianópolis e de São José e Região firmaram termos aditivos às convenções coletivas de trabalho 2019/2020 autorizando todas as empresas do comércio varejista (lojas) a reduzirem proporcionalmente a jornada de trabalho e os salários de seus empregados, bem como a suspender temporariamente os contratos de trabalho destes, sem a necessidade da chancela sindical para validação dos acordos individuais.

Após a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Superior Tribunal Federal, muitas empresas estavam receosas com a utilização das medidas trazidas na MP 936/2020. Segundo o Sindilojas, esse acordo entre os sindicatos facilita a implantação das medidas, assim como oferece segurança jurídica para as empresas na tomada de decisões.

O sindicato avalia que é fundamental que as empresas cumpram todas as demais obrigações que estão previstas na Medida Provisória nº 936/2020, sob pena de invalidação dos acordos individuais de redução de jornada e salário ou de suspensão de contratos de trabalho.

Pontos do acordo sindical
  • Os acordos individuais entre empregador e empregado podem ser estabelecidos por meio eletrônico;
  • Os acordos individuais podem prever os percentuais de 25%, 50% ou 70% de redução proporcional de jornada de trabalho e de salários para todos os empregados, sendo vedada a redução em outro percentual;
  • Caso o empregado receba salário variável, deverá ser respeitada a determinação da Convenção Coletiva, utilizando-se a média salarial anterior a redução de jornada e salário ou suspensão;
  • Durante o período de redução proporcional de jornada e salários, o empregado não poderá realizar horas extras. No entanto, está permitida a prorrogação de jornada para compensação dentro da mesma semana;
  • As empresas deverão fornecer aos seus empregados que estiverem exercendo atividades presencialmente os equipamentos de proteção necessários para desenvolvimento de suas atividades com segurança, conforme exigências expedidas pelos órgãos públicos competentes;
  • Os empregadores deverão encaminhar por e-mail cópia do acordo individual de redução proporcional de jornada de trabalho e de salário ou de suspensão temporária do contrato de trabalho, firmados com seus empregados, aos sindicatos das categorias profissional através do e-mail: sec@floripa.com.br e econômica através do e-mail mp936@sindilojas-sc.org.br, no prazo de até 10 dias corridos, contados da data de sua celebração;
  • Para viabilizar o pagamento do benefício emergencial de preservação do emprego e da renda, as empresas deverão informar ao Ministério da Economia a redução proporcional de jornada de trabalho e de salário ou de suspensão temporária do contrato de trabalho no prazo de 10 dias, contados da celebração do acordo individual.
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here