Texto inédito de Machado de Assis, sobre Dom Pedro II, é encontrado por pesquisadora da UFSC

    Uma biografia de Dom Pedro II escrita por Machado de Assis, mas nunca atribuída a ele: o achado histórico é fruto da pesquisa de mestrado de Cristiane Garcia Teixeira, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A dissertação, que demonstra como Cristiane encontrou, foi defendida na UFSC em 2016, com orientação da professora Maria de Fátima Fontes Piazza.

    O texto foi encontrado durante a pesquisa para a dissertação Um projeto de revista n’O Espelho: literatura, modas, indústria e artes (1859-1860). O trabalho virou o artigo M’achado biógrafo: da investigação de uma revista a um texto inédito e foi publicado na revista ArtCultura.

    Cristiane explica que o texto foi publicado em 6 de novembro de 1859 em O Espelho: revista de literatura, moda, indústria e artes. “Machado de Assis tinha vinte anos de idade quando começou a escrever nesta revista. Ele foi o colaborador mais assíduo, escreveu 38 textos em apenas quatro meses”, diz Cristiane. Como era típico de Machado de Assis, o texto foi escrito em primeira pessoa. “Já é possível perceber o negaceio na escrita do jovem Machado que alertava para o fato de não estar escrevendo sobre o imperador a partir de uma perspectiva política porque o ‘cálculo’ e a ‘conveniência’ não permitiam que fizesse isso”, comenta.

    Confira a publicação

    Publicidade

    A pesquisadora relata que Machado de Assis estava longe de ser famoso quando escreveu para O Espelho. “Com então vinte anos de idade, o Machadinho que colaborou para a revista O Espelho não era ainda tão conhecido pelos jornais e leitores da época, embora possam ser encontrados textos de sua autoria na Marmota de Paula Brito desde 1855. A revista surgiu para o literato iniciante como sua primeira oportunidade de trabalho. Anterior à sua fundação Machado de Assis já havia aparecido de forma episódica em outros impressos”.

    Cristiane afirma que “podem existir ‘textos escondidos’ em periódicos antigos, que podem mudar a maneira como trabalhamos a história da imprensa, literatura e dos intelectuais do século XIX. Sempre tem algo a se encontrar: as páginas amareladas da imprensa oitocentista são, em minha opinião, baús de tesouros”. Ela sugere que ainda existem inúmeras análises para serem realizadas e outras questões a serem respondidas, como os objetivos e motivos que levaram Machado a escrever a biografia.

    Machado de Assis

    Joaquim Maria Machado de Assis (1839-1908) é um dos maiores autores brasileiros. Autor de Dom Casmurro, Memórias póstumas de Brás Cubas, O alienista, Quincas Borba, entre outros, Machado de Assis foi fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras. Seus textos estão no Domínio Público. Dom Pedro II foi imperador do Brasil de 1831 a 1889.

    Publicidade

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here