Ciclone em SC: 412 escolas tiveram estragos, 57 na Grande Florianópolis

0

Oito dias após a passagem do ciclone extratropical que atingiu o estado, a Secretaria da Educação (SED) fechou o levantamento dos estragos para iniciar o processo de recuperação e reconstrução. Foram 412 escolas atingidas, o que representa 38% de todas as unidades estaduais.

Grande Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Blumenau e Brusque foram as regiões com o maior número de escolas atingidas, totalizando 155. Nesta semana, a SED enviou às coordenadorias regionais um documento de orientação para manutenção das unidades.

De acordo com o governo, os serviços referentes aos reparos ocasionados pelo ciclone serão tratados de duas formas. As avarias de pequeno e médio porte podem começar a ser consertadas a partir desta quarta-feira (8/7) com os contratos de manutenção civil já existentes. Esses trabalhos serão concentrados nos reparos de estrutura das escolas, troca de telhado, manutenção na fiação elétrica e obras de conservação do prédio, caracterizados como manutenção civil, que não demandam projetos de engenharia.

ginásio de escola destruído com escombros de alvenaria e o galpão desabado
Maioria das escolas que sofreram avarias fica na Grande Florianópolis; cálculo do prejuízo ainda não foi estimado – SED/Divulgação/CSC
Publicidade

Para os danos maiores, casos em que será necessária a reconstrução do prédio, o processo deverá ser feito por processo licitatório e contratação específica.

As 1.065 escolas da rede estadual de ensino de Santa Catarina estão sem atividades letivas presenciais desde 19 de março, quando as aulas foram suspensas no combate à contaminação por coronavírus.

Número de escolas danificadas

Grande Florianópolis – 57
Itajaí – 32
Jaraguá do Sul – 24
Blumenau – 21
Brusque – 21
Joinville – 19
Criciúma – 18
Araranguá – 18
Xanxerê – 17
Lages – 16
Timbó – 15
Canoinhas – 13
Laguna – 12
Rio do Sul – 12
Chapecó – 10
São Bento do Sul – 10
Caçador – 9
Curitibanos – 9
Mafra – 8
Concórdia – 8
Taió – 8
Videira – 8
Ituporanga – 7
São Joaquim – 6
Campos Novos – 5
Ibirama – 5
Braço do Norte – 4
Maravilha – 4
São Lourenço D’oeste – 4
Palmitos – 3
Dionísio Cerqueira – 3
Seara – 2
Tubarão – 2
Itapiranga – 1
Joaçaba – 1
São Miguel d’Oeste – sem avarias em escolas

Prejuízo em cifras

A Defesa Civil de Santa Catarina segue contabilizando os danos provocados pelo ciclone bomba. Dos 233 municípios atingidos, 207 já relataram prejuízos. As cifras até o momento ultrapassam R$ 541 milhões. Dados preliminares apontam que agricultura contabilizou perdas na ordem de R$ 304,6 milhões. O setor elétrico não finalizou o levantamento total e a estimativa é que deve ser o mais atingido com danos que podem ultrapassar R$ 2 bilhões. Em relação os prejuízos em residências os prejuízos somam até o momento R$ 40,1 milhões. A quantia para recuperar o setor de educação ainda não foi levantada.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here