Quase 70 mil pessoas não retornaram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19

    três ampolas de vacinas diferentes - Quase 70 mil pessoas não retornaram para tomar a segunda dose
    Estado afirma que há doses suficientes para aplicações de reforço, necessárias para a maioria das patentes – Ricardo Wolffenbüttel/Secom

    Levantamento realizado pela Secretaria de Saúde de Santa Catarina nesta segunda-feira, 28, mostra que 68.011 pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 não retornaram, no tempo adequado, para tomar a segunda dose. Desse total, 47.650 são de pessoas vacinadas com a Coronavac e 20.361 de pessoas vacinadas com AstraZeneca. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SiPNI), do Ministério da Saúde.

    + Cada vez mais procurada, “xepa da vacina” é definida por cada município de SC

    O superintendente de vigilância em saúde, Eduardo Macário, fala que o intervalo recomendado entre a aplicação da dose um e dose dois da Coronavac é de 28 dias e da AstraZeneca, de 12 semanas. “Por mais que a primeira dose da vacina ofereça uma pequena proteção, não é suficiente. Quem não toma as duas doses da vacina não está protegido e ainda pode ficar uma falsa sensação de segurança. Completar o esquema vacinal com as duas doses é essencial, além de manter os cuidados como o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social” ressalta o superintendente.

    Publicidade

    Por esse motivo, o Governo de Santa Catarina iniciou novos pedidos para que a população não se esqueça de retornar para tomar a segunda dose, que reforça e completa a imunização ao coronavírus.

    + Apenas uma região de SC é classificada em patamar abaixo do risco máximo à Covid

    76 mil doses para D2

    O estado iniciou na última sexta (25/6) a distribuição de 76.725 doses da vacina AstraZeneca aos municípios catarinenses para a aplicação da dose dois (D2) em idosos de 65 a 69 anos e profissionais das forças de segurança e salvamento, grupos que receberam a dose um (D1) há, pelo menos, 12 semanas (por volta do dia 10 de abril).

    A distribuição das doses continua nesta segunda e terça (28 e 29) via aérea e terrestre. Na segunda serão enviadas doses para as centrais regionais da Grande Florianópolis, Tubarão, Criciúma, Araranguá e Blumenau. Na terça recebem via terrestre, Jaraguá do Sul, Joinville e Itajaí. O avião do Corpo de Bombeiros Militar será responsável por encaminhar as doses de São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê, Concórdia, Videira e Rio do Sul.

    Publicidade