Equipe dos Bombeiros de SC parte para auxiliar nas buscas em Petrópolis

Foram enviados 8 militares e seis cães para reforço no trabalho; até agora foram contabilizadas 136 mortes

Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina é acionado para apoio ao Rio de Janeiro
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina é acionado para apoio ao Rio de Janeiro - CBM/Divulgação/CSC

Na manhã desta sexta-feira (18/2) o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) recebeu a solicitação de apoio ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), para missão de busca em Petrópolis, cidade atingida por forte chuva na terça-feira (15) e onde morreram ao menos 136 pessoas.

Foram enviados na manhã desse sábado (19) pela corporação catarinense oito militares e seis cães de busca e resgate para o reforço nas equipes de trabalho.

Todos os militares que irão até o local possuem o Curso de Bombeiros Cinotécnicos, ou seja, estão aptos para busca, salvamento e resgate com cães. Os binômios, como são chamadas as duplas de bombeiro militar e cão de busca são certificados para este tipo de atuação.

Publicidade

Três dos binômios que estão nesta equipe atuaram na tragédia de Brumadinho. O comando desta operação ficará a cargo do Capitão Alan Delei Cielusinky, que faz parte da Coordenadoria de Busca, Resgate e Salvamento com Cães, que já foi um binômio e atuou tanto em Mariana, quanto na equipe da Força Nacional dos jogos Olímpicos Rio 2016.

Para atuação em Petrópolis está prevista a formação de duas equipes, a primeira delas partirá neste sábado, atuará por cinco dias em terreno e após este período será substituída. Essas trocas ocorrerão enquanto for necessário.

136 mortes em Petrópolis

tragédia em petrópolis - chuvas matam 136 pessoas
Encostas deslizaram e derrubaram 90 casas – Tânia Rego/Agência Brasil/Divulgação/CSC

As chuvas de terça-feira (15) foram, segundo o governo do Rio de Janeiro, a pior já registrada na cidade desde 1932. Até o momento, foram confirmadas 136 mortes.

Há preocupação com novos deslizamentos, diante da previsão de mais chuva no final de semana. Moradores receberam mensagem de celular enviada pela Defesa Civil municipal alertando para a possibilidade de chuva moderada a forte.

Outra preocupação envolve a transmissão de doenças. A Secretaria de Saúde orienta as pessoas que tiveram contato com água da enchente ou que tiveram lesões de pele a ficarem atentas para possíveis sintomas.

Os trabalhos na cidade avançam. Segundo a prefeitura informou mais cedo, mais de 140 carros que foram arrastados pelas chuvas e estavam espalhados pela cidade foram retirados de ruas e de rios.

Publicidade