crianças uniformizadas em uma sala de aula com os braços levantados
Foto: Granfpolis/Divulgação

A maioria das escolas municipais da região da Grande Florianópolis iniciarão suas atividades na próxima segunda-feira (11), aderindo ao calendário escolar que o Governo do Estado de Santa Catarina repassou.

Já os alunos dos municípios de Angelina e Major Gercino voltam às salas de aula no dia 12 de fevereiro. Na quarta-feira (13) é a vez dos alunos dos municípios de Biguaçu e Florianópolis retornarem as escolas.

Os estudantes dos municípios de São José, São Pedro de Alcântara e Tijucas retornarão suas atividades no dia 18 de fevereiro.

Volta às aulas na rede municipal
Publicidade

Fonte: Granfpolis/Divulgação/CSC

Município

Início das aulas

Águas Mornas

11/2

Alfredo Wagner

11/2

Angelina

12/2

Anitápolis

11/2

Antônio Carlos

11/2

Biguaçu

13/2

Canelinha

11/2

Florianópolis

13/2

Garopaba

11/2

Leoberto Leal

11/2

Major Gercino

12/2

Nova Trento

11/2

Palhoça

11/2

Paulo Lopes

11/2

Rancho Queimado

11/2

Santo Amaro da Imperatriz

11/2

São Bonifácio

11/2

São João Batista

11/2

São José

18/2

São Pedro de Alcântara

18/2

Tijucas

18/2

 

 

Volta às aulas na rede estadual

Após a efetivação de 911 novos professores na rede catarinense, a volta às aulas nos 1.073 colégios estaduais será nesta segunda-feira (11/2).

Na quinta-feira (7/2), o secretário estadual de educação, Natalino Uggioni, anunciou que o governo do estado implantará um sistema de indicador próprio para avaliar a qualidade da educação. Segundo ele, o objetivo é melhorar o monitoramento da realidade da educação em Santa Catarina, para agilizar a tomada de decisões e as ações necessárias.

“Imagine se tivermos um painel de indicadores em cada escola. Poderemos ver os resultados das iniciativas que dão certo, copiar as boas práticas e subir a régua do nível da educação. Excelência é isso”, afirmou o secretário.

A Secretaria de Educação também planeja criar e fortalecer parcerias com entidades como Instituto Ayrton Senna, Sesi, Senai e Sebrae para aumentar a oferta de ensino técnico e atividades no contraturno escolar, de modo que os alunos saiam do ensino médio mais bem capacitados para o mercado de trabalho. A ideia é ampliar o número de escolas que ofertam um segundo idioma.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here