Polícia Civil de Santa Catarina localizou o homem em São Paulo, onde foi preso nesta quarta (3/4) com equipamento que pode conter os nomes de clientes e fornecedores (3/4) - Foto: PC/Divulgação
Polícia Civil de Santa Catarina localizou o homem em São Paulo, onde foi preso nesta quarta (3/4) com equipamento que pode conter os nomes de clientes e fornecedores (3/4) - Foto: PC/Divulgação

A Divisão de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), da Polícia Civil, realizou na manhã desta quarta-feira (3/4) a prisão de um homem suspeito de crimes de espionagem comercial.

Segundo a PC, “V.V.L.R.”, de 36 anos, é ex-funcionário de um laboratório farmacêutico com sede em Palhoça e após ser demitido invadiu o sistema para roubar arquivos de dados de clientes e fornecedores.

Com as informações obtidas o suspeito criou uma empresa do mesmo ramo de atividade. “Ele se aproveitou no know-how desta empresa e passou a oferecer planos mais em conta”, explica o delegado Luiz Felipe Rosado, titular da DRCI. Após receber a denúncia, a Polícia Civil passou a investigar e identificou o homem.

Publicidade

A investigação, que começou em agosto de 2018, localizou “V.V.L.R.” em São Paulo, onde nesta quarta-feira a Polícia Civil catarinense em conjunto com a PC de São Paulo também encontrou computadores e outros dispositivos eletrônicos. O material apreendido foi encaminhado para o Instituto Geral de Periciais (IGP).

O homem foi indiciado em inquérito policial e vai responder em liberdade.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here